ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Acaba greve dos enfermeiros do HU e Santa Casa

Dentre outras cláusulas, servidores da EBSERH conseguiram reajuste salarial linear de 22,30%

Adriano Fernandes | 29/09/2022 22:25
Paralisação dos funcionários da EBSERH em frente ao hospital universitário da Capital. (Foto: Marcos Maluf)
Paralisação dos funcionários da EBSERH em frente ao hospital universitário da Capital. (Foto: Marcos Maluf)

Iniciada na segunda-feira (26), seguindo mobilização nacional a greve dos servidores do Humap (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian) termina oficialmente às 7h desta sexta-feira (30). A audiência de conciliação ocorrida no TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília, nesta quinta-feira (29) chegou ao fim com um resultado positivo para os servidores da EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares). Além do Humap a instituição gere outros 40 hospitais universitários federais pelo país.

Durante a reunião foi acordado a manutenção de todas as cláusulas sociais do acordo coletivo vigente; reajuste salarial linear de 22,30%, pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), incidindo sobre os salários e benefícios dos empregados públicos da Empresa e pagamento dos valores retroativos sobre salários e benefícios considerando os respectivos acordos vencidos. Também ficou acordado que após o reajuste linear de 22,30%, a Ebserh conceda também aumento de R$ 600,00, aos assistentes administrativos e aos técnicos em radiologia. A vigência do acordo será de três anos a contar a partir de março de 2020 até fevereiro de 2023.

"Foi um resultado extremamente positivo é uma vitória para a categoria. Enfim, fomos reconhecidos", comentou o presidente do Sintsep/MS (Sindicato dos Servidores Públicos Federais em Mato Grosso do Sul), Wesley Cássio Goully. No Estado, cerca de 500 profissionais participaram da mobilização.

Os trabalhadores da EBSERH  estavam sem reajuste salarial há 4 anos o que gerou a greve, que mobilizou a categoria em 37 hospitais e sede, em 20 estados e no DF (Distrito Federal).

A audiência de conciliação de hoje no TST reuniu representantes do CONDSEF (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), da CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Nacional), além da própria EBSERH.

A propostas consolidadas na reunião devem ser ratificadas em assembleias dos empregados e empregadas da Ebserh, que irão acontecer em todo o Brasil até às 14h (DF) dessa sexta, 30.

Santa Casa - Mais cedo outra audiência de conciliação, pôs fim a greve dos trabalhadores da Santa Casa de Campo Grande. O Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem do Estado de Mato Grosso do Sul), atendeu à determinação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 24ª Região, sob a condição de que até o próximo dia 4 de outubro, Santa Casa, Estado e prefeitura tenham chegado a um consenso sobre o reajuste salarial cobrado pelos profissionais.

Nos siga no Google Notícias