A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/12/2011 19:45

Acusados de matar segurança a tiros serão interrogados na quinta-feira

Nadyenka Castro

Audiência está marcada para começar às 13h30min. Oito testemunhas e os dois réus serão ouvidos

Arma de onde saíram os tiros que mataram o segurança. (Foto: Simão Nogueira)Arma de onde saíram os tiros que mataram o segurança. (Foto: Simão Nogueira)

Os dois acusados de matar o segurança Jhon Eder Cortiana Gonçalves, na madrugada do dia 11 de setembro deste ano, em Campo Grande, serão interrogados na quinta-feira (8).

A audiência para interrogatório de Diego Ferreira de Souza e Janquiel Marques da Silva Junior e ainda depoimento de oito testemunhas - uma de acusação e sete de defesa - está marcada para começar às 13h30min.

No último dia 29 foram ouvidas 10 testemunhas de acusação, entre elas a esposa de Jhon Eder. Ela e as outras nove testemunhas pediram para falar sobre o caso sem a presença de Diego na sala de audiências.

O crime - O segurança foi morto por dois tiros após uma confusão ocorrida no interior da casa noturna Voodoo. Ao fim do tumulto, os envolvidos foram colocados para fora e na versão inicial dada à Polícia, estavam danificando veículos estacionados.

Ao tentar impedir que o grupo continuasse, Jhon Eder foi atingido por dois tiros e morreu no local. Diego e Janquiel foram presos em flagrante.

A dupla foi presa com a arma de fogo utilizada no homicídio quando seguia para o bairro onde mora. Diego continua na cadeia e Janquiel já está em liberdade.

Janquiel foi solto por determinação do Tribunal de Justiça, por decisão da Segunda Turma Criminal no último dia 17. A defesa dele apresentou documentos que comprovam endereço fixo e trabalho lícito e, como é primário, conseguiu a liberdade.

Conforme a decisão judicial, Janquiel terá que ficar em casa no período noturno e nos dias de folga, sob pena de voltar à prisão.

Por causa disso, o juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, mandou a defesa do acusado apresentar, em cinco dias, comprovante do trabalho do réu, horário de entrada e saída do trabalho, horário de almoço, dias de folga, eventuais feriados e o trajeto a ser percorrido da casa até o serviço.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions