A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/07/2011 11:16

Identificada mulher assassinada a pauladas por adolescente de 16 anos

Nadyenka Castro e Ana Paula Carvalho

Ele deu nova explicação para o crime

Pedaço de pau usado no homicídio. (Foto: Simão Nogueira)Pedaço de pau usado no homicídio. (Foto: Simão Nogueira)

A mulher morta a pauladas na madrugada deste domingo, em Campo Grande, é Lyz Naira Vogado Franco, 28 anos.

Ela foi morta por diversas pauladas desferidas por um adolescente de 16 anos, o qual confessou o crime e apresentou pelo menos quatro versões sobre o caso.

Inicialmente negou envolvimento. Depois, confessou o homicídio e contou que um senhor havia dado dinheiro a ele para cometer o crime.

Já na terceira versão, falou que o homem apenas pediu que ele a matasse, sem pagamento. Em seguida, declarou que agiu sozinho alegando que mulher o maltratava e o xingava.

A última explicação dada pelo garoto é de que matou Lyz porque ela ameaçava ir embora levando o filho de oito meses. Segundo o infrator disse à Polícia, a vítima falava que ele era o pai do bebê.

O adolescente confirmou que agiu por vontade própria, sem mando de ninguém, enquanto a vítima dormia e na presença do filho dela, que não tem dois anos como havia sido informado anteriormente pela Polícia.

Segundo a Polícia, o garoto contou que mora com o pai em uma casa localizada no mesmo terreno em que Lyz morava com o companheiro e o filho, na rua Araçá, bairro Coronel Antonino.

Na noite de sábado, o homem expulsou a mulher de casa e ela então pediu abrigo ao vizinho, com quem mantinha um relacionamento extra-conjugal. Este aceitou que ela fosse para o local.

Quando o adolescente chegou no imóvel, nesta madrugada, encontrou a vítima dormindo em sua cama e então pegou um pedaço de pau e desferiu o primeiro golpe na cabeça dela e diversos outros pelo corpo.

Em seguida, jogou a arma em um terreno ao lado e foi atrás do pai, o qual havia saído para ir a um bar no bairro Nova Lima. Ao sair da casa encontrou um homem a quem contou o crime. Este acionou a PM (Polícia Militar) que chegou rapidamente ao local e tirou o filho da vítima de lá.

O garoto foi apreendido logo depois. Como havia declarado que tinha matado Lyz a mando de outro homem, este também foi detido e negava envolvimento.

Ele foi liberado quando o menor de idade fez a confissão e disse que havia culpado o homem porque este também tinha relacionamento amoroso com Lyz, a qual era conhecida na região como garota de programa.



Duas familias sem Amor...esse é o problema de toda sociedade.
 
Edilson Barreto em 01/08/2011 10:46:21

esses crimes acontece porque os jovens menor de idade são anparados pela lei, por isso fazem essas monstruosidade contra o ser humano.
 
rogerio escobar da silva em 01/08/2011 09:31:46
Que história mais esquisita....confusa....
 
neyde de oliveira em 31/07/2011 03:19:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions