ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Adolescentes torturam, arrancam couro a faca e quebram patas de cadelinha

Por Alan Diógenes | 30/05/2015 20:19
Segundo moradores, adolescentes arrancaram o couro da cadelinha. (Foto: Reprodução/WhatsApp)
Segundo moradores, adolescentes arrancaram o couro da cadelinha. (Foto: Reprodução/WhatsApp)
O animal está no soro em estado grave. (Foto: Reprodução/Facebook)
O animal está no soro em estado grave. (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma cachorrinha com menos de um ano de idade está em estado grave em uma clínica veterinária, em Campo Grande. Conforme a pessoa que achou o animal, adolescentes o torturavam e arrancaram o couro com faca.

A serralheira Simona Zaim, 32 anos, e a aposentada Lubas Lomar, 62, encontraram a cadelinha na Rua Beira Mar, no Bairro Coophavila II, na saída para Sidrolândia. Ambas fazem um trabalho de resgate de animais abandonados com sinais de maus tratos. “A população nos avisa e nós vamos até o local resgatar”, explicou Simona.

Segundo ela, moradores da região disseram que quatro adolescentes torturaram a cadelinha, na tarde deste sábado (30), arrancaram o couro e quebraram duas patas. Os mesmos constantemente estariam apedrejando animais no bairro.

Segundo um funcionário da clinica veterinária, onde a cadelinha se encontra, o estado dela é grave. O animal está em choque e com a temperatura baixa, por isso luzes foram colocadas em cima do corpo para manter a temperatura ideal. Uma das patas vai ser amputada.

A cachorrinha recebeu o nome de Vitória Guerreira. O caso foi publicado no Facebook e causou grande comoção e revolta dos usuários da rede social.

As mulheres que acharam o animal pedem ajuda para arcar com a conta da clínica veterinária. Quem quiser ajudar pode entrar em contato com a clínica Petit Bichon pelo telefone (67) 3324-5500, ou ir até o local na Joaquim Murtinho, 1177, Bairro Itanhangá Park, em Campo Grande.

Doações também podem ser feitas pela conta de: Simona Zaim, Sicred agência 0913 CC 36491-6.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário