A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/08/2015 09:40

Advogado recorre contra absolvição de três pela morte de empresário

Filipe Prado

O advogado do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, 32 anos, morto no dia 1º de abril do ano passado em uma emboscada, recorreu à decisão do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) sobre a absolvição de três, dos quatro réus acusados pelo homicídio. A família da vítima, explicou o advogado Otton Nasser, pretende realizar uma passeata contra decisão.

Thiago Henrique Ribeiro, 21 anos, Rafael Diogo, 24, e Jefferson dos Santos, 21, e um adolescente de 17 anos foram apontados, a partir do inquérito policial, como autores do crime, porém o TJMS, conforme a sentença proferida pelo juiz Márcio Alexandre Wust, da 6ª Varal Criminal, condenou apenas Thiago.

Otton explicou que aguardam a tramitação na Justiça, porque a parte contrária deve se manifestar e os acusados poderam impugnar o recurso. O prazo para a manifestação é de cerca de 10 dias.

Sobre a passeata, organizada pela família para manifestar contra a decisão, o advogado explicou que a data ainda não foi marcada, sendo feito conforme o dia do julgamento do caso.

Assassinato - Denúncia do MPE apontou que Thiago marcou encontro com Erlon na rotatória das avenidas Interlagos e Gury Marques, no Bairro Doutor Albuquerque. Ele se passou por comprador do Volkwsagen Golf anunciado pela vítima na internet, e a convenceu a levar o carro até a casa onde ocorreu o assassinato, no São Jorge da Lagoa.

Na residência, Erlon se encontrou com Rafael Diogo, 24, e uma adolescente de 17 anos, que o distraíam. Ele ficou aguardando um parecer dos bandidos que supostamente pagariam R$ 38 mil pelo veículo. Thiago entrou na casa, pegou um revólver emprestado por Jefferson dos Santos, 21, e atirou na nuca da vítima que não teve tempo de reagir. Ainda vivo, o empresário teve o corpo enterrado em uma fossa de 4,5 metros, no quintal do imóvel. Dias depois, vizinhos sentiram o odor vindo do buraco descoberto e acionaram a polícia.

Todos os envolvidos foram encontrados e presos durante inquérito realizado pela Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions