ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Agetran diz que multa recebida por professora pode ser questionada

Por Filipe Prado | 13/12/2013 20:04

A multa recebida por professora, após ter sido induzida por agente de trânsito a “furar” o sinal fechado, pode ser questionado na Jari (Junta Administrativa de Recursos de Infração) da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Joyce Torres Silva, 31 anos, relata que o “amarelinho” deu ordem para que ela passasse no sinal fechado.

De acordo com a assessoria de imprensa, a multa pode ser invalidada, mas ela tem que ser questionada e avaliada pela Jari. “Qualquer multa que for aplicada a um condutor pode ser questionada na Junta Administrativa de Recursos de Infração (Jari), na Agetran”, explica.

Caso – Ontem (12) a professora recebeu uma multa de R$ 193. Ela conta teria sido induzida a cometer a infração pelo agente de trânsito, pois ele deu ordem de passagem, mesmo com o sinal fechado.

A professora explica que não percebeu o ato até a chegada da multa. “Fiquei brava, não passo no sinal vermelho, foi uma exceção. Não acredito que a responsabilidade seja minha”, reclamou Joyce.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário