A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

06/09/2015 11:56

Agetran interdita Afonso Pena e 14 de Julho para desfile que começa às 8h30

Caroline Maldonado
Última interdição foi no dia 26 de Agosto para desfile em comemoração ao Aniversário da Capital (Foto: Fernando Antunes)Última interdição foi no dia 26 de Agosto para desfile em comemoração ao Aniversário da Capital (Foto: Fernando Antunes)

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) começa a interditar ruas neste domingo (6) para organização do desfile cívico-militar em comemoração aos 193 anos da Independência do Brasil, marcado para as 8h30 de amanhã (7).

Hoje, a partir das 15 horas será interditada a Avenida Afonso Pena, no sentido Centro-Shopping. A interdição vai da Avenida Calógeras até a Rua 14 de Julho para montagem do palanque principal. Para quem precisa passar pelo local, a opção pegar a Rua 7 de Setembro, no sentido Centro-Shopping. Conforme a prefeitura, a liberação deste trecho está prevista para às 18h de amanhã.

Ainda hoje, serão interditadas também as faixas de estacionamento da 14 de Julho, entre a 15 de Novembro e Dom Aquino, com liberação prevista para amanhã, às 16 horas. Na segunda-feira, à partir das 6 horas, a rua 14 de Julho será fechada, entre a Avenida Fernando Corrêa da Costa e a Mato Grosso para o desfile, previsto para terminar às 13 horas.

Com isso, ficaram interditadas para concentração as vias transversais: Av. Fernando Corrêa da Costa, ruas 26 de Agosto, 7 de Setembro, 15 de Novembro, Barão do Rio Branco, Dom Aquino, Cândido Mariano, Maracaju, Antônio Maria Coelho e avenidas Afonso Pena e Mato Grosso. Como opções de desvio, a Agetran orienta os condutores a seguir pela avenida Calógeras até a avenida Fernando Corrêa da Costa e, no sentido oposto, seguir pela rua Rui Barbosa até a avenida Mato Grosso.

Programação – Neste ano, o evento não conta com passagem de aeronaves da Base Aérea. O desfile começa às 8h30, mas às 8h20, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o general-de-Exército, titular do CMO (Comando Militar do Oeste), Paulo Humberto César de Oliveira, fazem revista à tropa.

Em seguida, será acesa a Pira do Fogo Simbólico e começa o desfile com as oito instituições civis, como o Clube dos Desbravadores, associação BSGI (Brasil Soka Gakkai Internacional), Cidade dos Meninos e um grupo da Justiça Restaurativa na Escola. Com isso, o General de Brigada, Denis Taveira Martins abre o desfile militar em um veículo blindado de combate, batizado de Guarani.

O primeiro grupo será formado pelos acadêmicos de escolas militares, como os da Academia Militar das Agulhas Negras. Na sequência, entram os militares do curso de Formação de Sargentos e do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva, além dos estudantes do Colégio Militar. Depois disso, entram os militares do Exército e Aeronáutica, representados pelo Regimento de Cavalaria, grupamento logístico, de engenharia e representantes do grupo de missão de paz da ONU (Organização das Nações Unidas).

Participam também ex-combatentes, os chamados pracinhas. A marinha será representada por um pelotão do 6º Distrito Naval de Ladário e a Base Aérea de Campo Grande levará uma tropa composta entre 500 e 600 homens. O bloco que encerra o desfile será o da patrulha mecanizada, formado por veículos de combate blindados, além de viaturas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A Polícia Militar também levará um grupamento em cavalaria.

Ladrão invade igreja para furtar e acaba imobilizado e preso por fiéis
Por volta das 4h desta terça-feira (14), Wagner Ferreira da Silva, 39 anos, invadiu a igreja Comunidade Cristã Aliançados para furtar e acabou preso ...
Pintor vai a júri por esfaquear homem que se negou ver foto em celular
O pintor Edivaldo Ajala dos Santos, de 31 anos, vai a júri nesta terça-feira (14) pela tentativa de homicídio contra Ruy Carlos de Souza. O crime aco...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions