ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Além de ex-deputado, policial aposentado foi preso por extorsão

Eles foram denunciados por vítimas que procuraram o Gaeco

Por Marta Ferreira e Ana Beatriz Rodrigues | 26/05/2021 14:03
José Ivan entra em sala do Garras, acompanhado de oficial da Corregedoria. (Foto: Mariana Rodrigues)
José Ivan entra em sala do Garras, acompanhado de oficial da Corregedoria. (Foto: Mariana Rodrigues)

O esquema de extorsão pelo qual foi preso o ex-deputado estadual e ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, José Ivan de Almeida, 66 anos, envolvia também pelo menos mais um policial, um civil aposentado, além de uma terceira pessoa.

Todos foram presos esta manhã e levados para o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) também participou da ação.

Primeiro, foram feitas as prisões. Depois, a equipe policial esteve no apartamento do ex-deputado, no Bairro Santa Fé, onde foram feitas buscas para identificar provas das suspeitas que pesam contra ele.

Segundo levantado, o Gaeco recebeu denúncia contra José Ivan e o restante do grupo, a partir de duas vítimas que procuraram o órgão. Elas seriam produtores rurais da região sul do Estado.

O advogado Ronaldo Franco, chamado por José Ivan de Almeida, chegou à sede do Garras e disse que não poderia ainda se manifestar por não ter conversado com o cliente.

A Corregedoria da Polícia Militar acompanhou toda a ação e, conforme apurado, foi a responsável pela prisão do militar da reserva.

(Matéria editada às 16h51 para correção sobre a informação do número de presos)



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário