A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/05/2013 12:41

Aluno critica estrutura e diretoria da Mace defende que caso foi pontual

Mariana Lopes
Entrada do colégio Mace, com pista de acessibilidade (Foto: Laila Carriel)Entrada do colégio Mace, com pista de acessibilidade (Foto: Laila Carriel)

Após um estudante criticar as estruturas de acessibilidade e de equipamentos do colégio Mace, a diretoria da instituição de ensino defendeu que o problema no datashow, ocorrido na noite de ontem (7), foi um caso pontual explicou o que aconteceu.

De acordo com o vice-diretor da Mace, Wilson Buzinaro, a turma do curso técnico em Segurança do Trabalho teve que mudar de sala ontem por uma questão de espaço, pois o número de alunos era maior do que a capacidade do local.

“Na hora o datashow estava com o professor, que depois tentou ligar o aparelho no notebook dele e não conseguiu, porque deu incompatibilidade, mas daí ele chamou o nosso técnico e tudo se resolveu”, argumenta.

Segundo o aluno Sérgio Macena dos Santos, nesta terça-feira (7), toda a turma chegou às 18h40, mas só às 20h puderam ter aula, após duas trocas de sala, por causa de defeitos no aparelho datashow.

Sérgio disse que esta na Maca desde fevereiro de 2012, e afirma que estrutura do colégio oferecida aos alunos é crítica. “Aparelhos não funcionam, não tem acessibilidade para deficientes”, reclama.

Wilson ainda pontua que os podem apresentar defeito vez ou outra. “É normal, mas isso não significa que não temos estrutura”, diz. O vice-diretor ainda afirme que o colégio conta com três profissionais que ficam no período da noite para atender a parte técnica e ainda tem o apoio do coordenador pedagógico.

De acordo com o vice-diretor, as 27 salas de aula da escola têm datashow funcionando e os professores utilizam os equipamentos. A estrutura ainda conta com duas salas com lousa digital disponíveis a todas as turmas.

Em relação à acessibilidade, o vice-diretor garante que o prédio da escola tem elevador e banheiro com rampas que facilitam a mobilidade para deficientes. “A Mace tem compromisso de oferecer tudo com qualidade”, afirma Wilson.



É realmente a MACE deixa a desejar em varias situações, no ano passado eu fiz faculdade lá e olha sinceramente é horrível, tinha elevador mas não podíamos usar, quando vc precisa de uma informação eles nunca sabem de nada e detalhe os alunos e acadêmicos para eles parecem que não existem.
Sem conta com a estrutura física péssima.
 
rosemary Cardoso em 08/05/2013 23:02:36
Não é só na estrutura física que ela deixa desejar. Infelizmente a Mace não valoriza seus funcionário.. Trata-os como lixo... Principalmente as pessoas que muito contribuiram para construção da instituição.. Façam uma pesquisa...perguntem a ex funcionários o que eles acham dessa empresa
 
Leticia Chaves em 08/05/2013 17:10:50
A mace deixa desejar em mto mais coisas
 
MARIO WANDERLEY ALFONSO NOGUEIRA em 08/05/2013 13:16:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions