A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Setembro de 2019

09/11/2014 11:13

Alunos se adiantam e chegam uma hora antes do início de provas

Priscilla Peres e Kleber Clajus
Alunos chegaram uma hora antes do início da prova. (Foto: Marcelo Calazans)Alunos chegaram uma hora antes do início da prova. (Foto: Marcelo Calazans)
Acadêmicos de Medicina vendem produtos para ajudar participantes e arrecadar dinheiro para a formatura. (Foto: Marcelo Calazans)Acadêmicos de Medicina vendem produtos para ajudar participantes e arrecadar dinheiro para a formatura. (Foto: Marcelo Calazans)

Para não correr o risco de chegar atrasado e perder o segundo dia da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), muitos candidatos optaram por se antecipar e chegaram até uma hora antes no local da prova. Hoje, os inscritos respondem as questões sobre linguagens e códigos, matemática e a temida redação.

Foi o caso de Adrian Rodrigues, 17, que saiu de casa com bastante antecedência, pois mora no Jardim Aeroporto e foi de ônibus coletivo até a Escola Estadual Joaquim Murtinho, no centro de Campo Grande. Para ele, a maratona começou no fim da tarde de ontem, já que por ser adventista fez iniciou a prova depois do por do sol.

Ele conta que para evitar atrasos sempre sai de casa mais cedo e pra controlar a ansiedade levou um livro para distrair. "Estou tranquilo e acho que o tema da redação pode ser sobre os 50 anos do término da ditadura no Brasil. Pra ansiedade é jeito é respirar", ele estuda em escola publica e tenta nota para cursar engenharia mecatrônica.

Gustavo Mendes, 23, e Gabriel Malandrin, 18, também chegaram cedo e dizem que a ansiedade fica de lado, pois se prepararam para o exame. Gustavo cursa tecnologia em saneamento ambiental e realiza sua sexta provado do Enem, enquanto a namorada tenta, pela terceira vez, nota para entrar em um curso superior, enquanto isso faz dois cursos técnicos "para definir o curso que eu quero". Gabriel cursa logística e segurança no trabalho.

Para eles a redação vai falar de protestos, política e até o ebola. Quem também faz a maratona para que a filha Sabrina,15, teste seus conhecimentos, é o mecânico Eleonir Silva da Costa, 36. "A gente faz de tudo pelos filhos e como ela está no primeiro ano isso é um teste para ver como é a prova e focar mais nos estudos".

Os portões foram abertos às 11h e fecham ao meio-dia. E para aqueles que esquecem algo, a salvação pode estar no calouros de medicina que vendem água, caneta, chiclete e té barrinha de cereal na porta. A ideia deles, conforme Gustavo Domingos, 20, é arrecadar dinheiro para a formatura em 2019.

Ele também entrou na faculdade com nota do Enem e fez questão de estimular as pessoas que chegavam para fazer a prova. "Vai passar como a gente. Essa é a água do conhecimento", disse. Nesse momento, o trânsito é intenso nas avenidas Afonso Pena e Ceará.

Bombeiros são chamados para tirar abelhas de local de prova do Enem
O Corpo de Bombeiros foi acionado, nesta manhã, para ir até a escola Ana Lúcia de Oliveira Batista, no Bairro Paulo Coelho Machado, em Campo Grande, ...
Ministério elimina 65 candidatos do Enem por uso indevido de celular
A aplicação das provas do primeiro dia do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2014 transcorreu "dentro da normalidade nos 1.752 municípios", na ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions