A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/01/2012 18:38

Ao investigar posto de combustíveis, Procon reclama de burocracia da ANP

Fabiano Arruda

Ao apurar denúncia de que um posto de combustíveis de Campo Grande estaria abastecendo veículos em menor quantidade do que marca a bomba, o Procon/MS revelou um entrave na fiscalização de outra frente nestes estabelecimentos.

Segundo o órgão, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mudou o procedimento para casos de irregularidades em qualidade dos combustíveis.

Conforme o Procon, ofício da agência, enviado a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), pede que o órgão solicite o trabalho do laboratório da universidade, que apura possíveis adulterações nos combustíveis, primeiro a ANP.

Antes, o pedido era feito diretamente a UFMS, o que tornava o procedimento ágil, explica o diretor-presidente do Procon/MS, Lamartine Ribeiro.

A nova forma do procedimento tornará o processo mais burocrático e lento, o que pode dar margem até para que postos investigados se organizem para escapar da fiscalização e dificultará o trabalho de investigação.

“Pela experiência que temos a ANP costuma demorar um mês para responder este tipo de ofício”, criticou.

Em relação a suposta prática ilegal pelo posto de combustível na Capital, Lamartine esclarece que a modalidade de investigação é diferente e não será afetada, pois é feita com auxílio do Inmetro.

Ele afirma ter informações de que Cléber Salazar, o responsável pelo esquema de fraude, por meio de controle remoto, no abastecimento em postos de combustíveis no País, que foi preso após reportagem do Fantástico, esteve em Campo Grande.

“Se ele esteve por motivos pessoais ou se fez negócios eu não sei. Mas ele esteve”, conta.

A reportagem do Campo Grande News entrou em contato com a ANP. A assessoria de imprensa da agência se comprometeu a retornar sobre o assunto.

Fiscalizações reprovam 20% das bombas de combustível em MS
Nas duas primeiras semanas do ano, as fiscalizações feitas em postos de combustível pela AEM/MS(Agência Estadual de Metrologia) reprovaram 20% das bo...
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


tenho abastecido nos postos da rede Locateli em vários locais da cidade -são postos
de combustíveis acima de qualquer dúvidas de famílias idôneas sem precisar de fal-
catruas p/sobreviverem-abraços
 
jose carlos em 03/02/2012 12:19:00
Como sempre a "BURROCRACIA" sendo o fator limitante. Uma doença crônica que existe desde que nasceu "ó patria amada"...
 
Marcelo jara em 03/02/2012 08:40:27
É mais uma vêz o pepino ficou para o consumidor... Acho que o negócio é comprar um galão (padrão) de 20 litros e abastecer de 20 em 20 litros, por que não se sabe em quem confiar.
 
MILTON S. MIGUEL em 01/02/2012 12:34:59
O QUE O TJ, MP e o CNJ ESTAO FAZENDO QUE NAO FIZEREM UMA LIMINAR PARA FACILITAR A FISCALIZAÇÃO?
 
LUCIANO MARQUES em 31/01/2012 11:26:55
POSTO KATIA LOCATELLI DA MATO GROSSO
 
Alex Luis Malaquias de Souza Terra em 31/01/2012 10:46:13
Estranhei que a denúncia sobre irregularidades desse posto que apareceu ontem no facebook, de repente sumiu hoje. Infelizmente, existem os "espertos" que querem sempre levar vantagem em tudo e, o pior de tudo é que tem sempre um político acobertando essas coisas, fazem isso por que tem alguém dando cobertura para esses bandidos. Assim fica difícil, onde iremos abastecer sem correr riscos?
 
José Ribeiro em 31/01/2012 09:39:13
No Brasil é assim mesmo. Ao invés de facilitarem no que venha a ajudar o consumidor, simplesmente são coniventes com os casos, dificultando tudo e ajudando bandidos, traficantes, corruptos e por aí vai.
 
Marcelo Max em 31/01/2012 09:01:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions