ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Após 3 horas de reuniões, Marquinhos anuncia volta de ações contra a covid

Prefeitura diz que aumentará ônibus e retomará barreiras com teste rápido, a partir de segunda (8)

Por Ana Oshiro e Gabriela Couto | 06/03/2021 13:49
Prefeito e secretários reunidos para decidirem novas medidas contra covid (Foto: Gabriela Couto)
Prefeito e secretários reunidos para decidirem novas medidas contra covid (Foto: Gabriela Couto)

Neste sábado (6) o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), se reuniu com secretários municipais durante três horas para decidir a volta ou não das ações contra a pandemia da covid-19. À portas fechadas, o prefeito ouviu diversos relatórios sobre os números da doença na Capital.

A partir de segunda-feira (8) Marquinhos garantiu que o número de ônibus no transporte público será aumentado nos horários de pico, principalmente nas linhas de mais movimentação como 070, 072 e 071, mas não especificou quantos veículos a mais serão disponibilizados para a população.

Barreiras sanitárias, com aferição de temperatura, realização de teste rápido e distribuição de máscaras voltam a funcionar nas cinco entradas de Campo Grande, cerca de cinco meses após a interrupção da medida de combate à pandemia. Terminais rodoviários e de transporte público, além das feiras livres, também voltam a receber desinfecção.

Transporte coletivo será reforçado em horários de pico (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Transporte coletivo será reforçado em horários de pico (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Marquinhos Trad também disse que a prefeitura de Campo Grande vai intensificar informes publicitários com orientação para a população, anunciou a volta do Refis Saúde e reforço nas blitzs de orientação no trânsito da Capital.

"Está repreendido, todas as palavras de maldição em torno de Campo Grande, estão anuladas pelo sangue de Jesus.", disse Marquinhos, ao Campo Grande News, quando questionado sobre um colapso na saúde da Capital.

Na última quinta-feira (4) a CDL CG (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande), preocupada com a possibilidade de lockdown, chegou a procurar o prefeito Marquinhos Trad. Hoje, ao Campo Grande News, o prefeito da Capital garantiu que não haverá o fechamento do comércio na cidade.

Com isso, o comércio da Capital segue funcionando normalmente, com restrição de até 50% da capacidade máxima permitida dentro do estabelecimento. As lojas do centro seguem com abertura das 8h às 18h, e nos shoppings das 10h às 22h.

Aferição de temperatura em barreira sanitária no início da pandemia (Foto: Arquivo/Divulgação PMCG)
Aferição de temperatura em barreira sanitária no início da pandemia (Foto: Arquivo/Divulgação PMCG)

Marquinhos ainda assumiu mea-culpa sobre os números alarmantes da pandemia em Campo Grande. "É muito fácil colocar a culpa nos outros, então eu tenho que fazer a minha parte", disse o prefeito após anunciar as novas medidas restritivas definidas na reunião.

Pandemia na Capital - De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado neste sábado (6) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), Campo Grande já registra 76.560 casos confirmados da covid-19 e 1.506 pessoas perderam a vida para a doença.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário