ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Após 96 horas de trabalho, bombeiros encerram rescaldo no Atacadão

Quando perícia concluir trabalhos, teto será removido e limpeza terminada

Por Anahi Zurutuza e Bruna Marques | 18/09/2020 10:07
Funcionário de terceirizada trabalha na montagem de tapumes (Foto: Henrique Kawaminami)
Funcionário de terceirizada trabalha na montagem de tapumes (Foto: Henrique Kawaminami)

O combate ao fogo que destruiu o supermercado Atacadão, da Avenida Duque de Caxias, e o trabalho de rescaldo foi encerrado pelo Corpo de Bombeiros às 20h desta quinta-feira (18), 96 horas depois que as equipes foram acionadas para a batalha contra as chamas.

De acordo com o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Fernando Carminatti, bombeiros fizeram a remoção do material queimado até onde era possível trabalhar com segurança sem a remoção do teto. Ainda era necessária a presença dos profissionais no local porque por dias, os produtos ficaram em brasa e quando revirados faíscas poderia provocar a ignição do fogo.

Agora, o serviço só poderá continuar quando a cobertura da parte que teve a estrutura comprometida for removida para evitar desmoronamentos. “Se a empresa solicitar apoio novamente, vamos enviar uma equipe para ficar de prontidão”, explica o coronel.

Empresa contratada pelo Atacadão, a JRK Engenharia continua no trabalho de instalação dos tapumes. O cercamento é medida de segurança, justamente por causa do risco de o que sobrou da estrutura desabar. A remoção do teto só começará depois que a perícia concluir os trabalhos no local.

Até o momento, conforme o mercado, não é possível estimar a quantidade de itens perdidos ou o valor do prejuízo.

O fogo, que começou no domingo (13), por volta das 17h, tomou conta da loja e também da área de descarga. Mais de 900 mil litros de água foram utilizados no combate ao incêndio.

Em imagens, veja como foram as 96 horas de trabalho no atacadista:

Nos siga no Google Notícias
Confira a Galeria de Imagens:
Regras de comentário