A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/08/2012 16:37

Após balear 3, adolescente presta depoimento e é liberado

Viviane Oliveira
Adolescente, de camisa listrada, entrando na delegacia na companhia do advogado. (Foto: Rodrigo Pazinato)Adolescente, de camisa listrada, entrando na delegacia na companhia do advogado. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O adolescente de 17 anos, que baleou três pessoas, entre elas dois adolescentes, no último sábado (18) na rua Taquari, no Jardim Imá, em Campo Grande, se apresentou na manhã de hoje (24) na companhia do advogado Marcos Ivan Silva na Deaij (Delegacia Especializada em Atendimento a Criança e Juventude). Ele foi ouvido e vai responder em liberdade por três tentativas de homicídio.

De acordo com o adolescente, a confusão começou um dia antes na casa de show Rancho do Cowboy, quando se envolveu em uma discussão com um grupo de pessoas para defender o primo e a esposa que estavam sendo agredidos.

No outro dia no começo da noite, afirma o menor, ao passar na casa do amigo Hudson foi surpreendido pelo mesmo grupo que estava no baile.

“Quando cheguei na casa, um deles fez menção que iria sacar uma arma, foi quando eu peguei o revólver 38 que carregava na mochila e comecei a atirar aleatoriamente para dispersar os agressores”, disse.

Três pessoas foram atingidas: Willian Augusto Leite Sales, de 21 anos e dois adolescentes de 17 anos. Os três foram levados para a Santa Casa. Eles já tiveram alta e não correm risco de morte.

Versão da Polícia - De acordo com o boletim de ocorrência, um grupo de amigos estava reunido em uma casa no Jardim Imá, quando dois adolescentes chegaram em uma moto preta atirando na direção deles.

Questionado o motivo dos disparos, a Polícia foi informada de que o crime foi motivado por vingança, um dia antes o mesmo grupo havia brigado com o autor.

Arma do crime - Segundo o adolescente a arma pertencia ao tio, que já morreu. “Nunca tinha andado armado, nesse dia resolvi colocar o revólver na mochila para me proteger”, finaliza.



17 anos não sabe o que faz, mais usar uma arma sabe né!!!!!!!!!!!!!!
 
fabio ribeiro em 25/08/2012 04:36:27
Ele é de menoridade, e, segundo a lei, não sabe o que faz... Tadinho...
 
Carlos Renato Lopes em 24/08/2012 08:57:25
É um santo, nunca tinha andado armado, foi pura coincidência estar com essa arma neste dia...conversinha pra boi dormir. Na hora de atirar pra todo lado é "macho" mas na hora de assumir vira uma pobre criança indefesa. Estava armado para se defender de quê ou de quem, se é tão correto e não deve nada para ninguém? Infelizmente, a Lei protege esses "menores" e tem mais um bem perigoso solto por aí.
 
Gladis Caramalac em 24/08/2012 08:50:06
Coitadinho, tem só 17 anos, nem sabe o que estava fazendo, tem que ficar solto mesmo
 
Lúcio Sloan em 24/08/2012 07:09:22
Será que a delegada já ouviu falar em Internação Provisória?
 
RODRIGO DA COSTA em 24/08/2012 06:34:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions