A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

20/03/2015 08:53

Após dois anos, obras da 2ª etapa da Orla Morena devem ficar prontas em 60 dias

Flávia Lima
No local também serão implantados projetos culturais e de lazer. (Foto:Divulgação)No local também serão implantados projetos culturais e de lazer. (Foto:Divulgação)

Interrompidas por dois anos, as obras da segunda etapa da Orla Morena podem estar concluídas dentro de 60 dias. O trabalho consiste na urbanização do antigo traçado da ferrovia no trecho entre a rua Eça de Queiroz e o futuro Centro Municipal de Belas Artes, na rua Plutão. Estão sendo investidos nas obras complementares R$ 2,3 milhões, saldo de um financiamento contratado junto ao BID ( Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Esta etapa prevê a implantação da iluminação pública, colocação de gradis, instalação dos trilhos na passarela sobre a avenida Ernesto Geisel, além de serviços de acabamento da mini-estação ferroviária construída, guaritas de acesso e colocação de pedra portuguesa na calçada lindeira à rua Plutão já na região dos residenciais Cabreúva e Monte Verde.

Depois de entregue a obra, o objetivo da prefeitura será desenvolver projetos culturais para transformar a orla em um espaço de lazer. O trecho de um quilômetro do antigo traçado ferroviário foi reconstruído para ser usado num projeto de exploração turística.

As obras desta segunda etapa da Orla Morena foram interrompidas em janeiro de 2013. Seis meses depois, a empreiteira responsável pela obra (a MG Construtora Ltda) pediu rescisão do contrato sob argumento de que não conseguia receber da gestão anterior, embora 80% da obra estivesse concluída. A obra, orçada em R$ 6 milhões, complementa a Orla Morena 1, projeto de revitalização do antigo traçado da ferrovia executado entre a avenida Júlio de Castilhos e a rua Plutão.

A Orla Morena 2 incluiu a readequação do sistema viário da avenida Ernesto Geisel e da rua Eça de Queiroz, além da revitalização e a urbanização de 1 km da área remanescente dos trilhos, no trecho entre as ruas Plutão e Eça de Queiroz, com a implantação de ciclovia, pista de caminhada, áreas de lazer e descanso e paisagismo, interligando o futuro Centro Municipal de Belas Artes à Feira Central e à Esplanada Ferroviária.
Houve o alargamento da ponte sobre o Córrego Segredo no cruzamento da rua Eça de Queiroz com a avenida Ernesto Geisel, resolvendo assim o problema do estrangulamento viário no local. Foram construídos dois novos viadutos ferroviários e uma passarela para pedestres e ciclistas, em estrutura metálica, para não competir com o bem tombado.

Outro trecho do antigo traçado da ferrovia no centro da cidade que foi revitalizado (a Orla Ferrroviária) abrange a área entre a avenida Afonso Pena (na Morada dos Baís) até a avenida Mato Grosso, perto da antiga estação ferroviária.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions