A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/09/2015 12:17

Após fusão, universidade volta a ser Uniderp e aposta na tradição da marca

Antonio Marques e Aline Santos
A reitora Leocádia Leme apresenta a nova marca da Uniderp, que deixa de ser Anhaguera/Uniderp (Foto: Marcos Ermínio)A reitora Leocádia Leme apresenta a nova marca da Uniderp, que deixa de ser Anhaguera/Uniderp (Foto: Marcos Ermínio)

Com cerca de 20 mil alunos na Capital em duas unidades, a tradicional Universidade para o Desenvolvimento da Região do Pantanal, com 40 anos de atividade no estado, depois de um período funcionando como Anhanguera/Uniderp, passa por repaginação da marca e volta a ser apenas Uniderp.

Adquirida em 2014 pelo grupo Kroton Educacional, maior empresa privada brasileira no ramo da educação no Brasil, fundada em 1966 em Belo Horizonte, a nova direção da empresa realizou pesquisas mercadológicas e verificou a força da marca regional Uniderp, o que determinou a repaginação, contemplando a tradição com leveza e modernidade.

Para a reitora da Uniderp, Leocádia Leme, a mudança recupera um pouco da história da universidade no estado e também foi necessária para evitar algumas confusões relacionadas a marca Anhanguera na Capital, que tem outras unidades além do campus da Rua Ceará e da Uniderp Agrárias, na Chácara dos Poderes, no minianel rodoviário. Conforme a reitora, a Uniderp representa apenas as duas unidades.

Leocádia Leme negou que a mudança tenha ocorrido por conta de possível retração de mercado. Ela lembrou que das 1.200 vagas do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) na Capital, 700 são para a Uniderp, e que a instituição não sentiu redução no número de alunos. “A política do grupo Kroton é reforçar marcas regionais que já são fortes”, justificou ela, acrescentando que a implantação de metologias avançadas serão as outras novidades para os acadêmicos.

A reitora fez questão de destacar que o curso de medicina da universidade é o melhor do Brasil, definido pelo CPC (Conceito Preliminar de Curso) – Contínuo, índice de avaliação do MEC (Ministério da Educação) e que foi ampliado o curso há dois anos, passando de 80 para 120 vagas, justamente por ter excelente conceito no ministério. Atualmente, o curso conta com 530 alunos e 157 professores.

Leocádia Leme disse que no último vestibular foram 3.560 candidatos para 120 vagas no curso. Sobre o fato de ter um alto custo na mensalidade, a reitora justificou que “por ser o melhor, não tem como reduzir o valor”.



O que restou da verdadeira UNIDERP foi só o prédio, porque o resto não chega nem perto do que era antes de ser vendida para a Anhanguera.
 
wild em 26/09/2015 13:56:02
Afinal a evasão e os problemas só aumentam, vamos novamente mudar a "MARCA" (nome) com a finalidade de simplesmente tentar usar do respeito que a ‪UNIDERP‬ tinha em meio a educação superior.
Enquanto isso o setor administrativo cada dia mais caótico e desrespeitoso para com seus consumidores e uma nova metodologia educacional implantada pela "KROTON" que só dá certo nos "States". Sem falar da Pró-reitoria Pedagógica que foge pelos fundos dos seus acadêmicos com uma visão comercial que só busca reduzir os gasto$.
Eu quero SIM uma UNIDERP, com respeito aos seus Docentes e Discentes que o diga o saudoso Pedro Chaves.
 
AugustoJosuel em 25/09/2015 16:56:51
Curso de medicina é o melhor do Brasil? Essa mulher deve estar usando tóxico, minha nossa, mas não tá nem entre os 100 melhores do país, onde essa senhora foi buscar essa informação? E ela ainda é reitora hein? A gente espera que o reitor de uma universidade seja uma pessoa coerente, inteligente, esclarecida das idéias, mas pelo visto não.... Melhor curso de medicina do país, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!
 
Max em 25/09/2015 15:12:53
Não adianta voltar à marca anterior, se não voltar à qualidade anterior. Professores despreparados (a maioria dos mestres foram demitidos), falta de materiais, biblioteca desatualizada, substituição do método de ensino PBL pelo KLS (mais econômico) entre outros.
 
Barros em 25/09/2015 14:11:38
uma empresa sem credibilidade nenhuma. tenho problemas até hoje com minha matriz curricular. sem contar o preço de DPs que aumentaram muito. quase 300%. insatisfeita demais.
 
Rosimar Farfan em 25/09/2015 13:53:42
Esse pessoal da Anhanguera precisará muito mais que voltar ao antigo nome da instituição para ganhar credibilidade. Falta qualidade no atendimento e nos serviços. Já fui aluno da antiga Uniderp e nem se compara com o que vem se passando hoje ali, só para constar, pedi um documento no dia 14/08/2015 a um CUSTO DE R$ 108,00 e até hoje não me deram nenhuma resposta!!!! Solução? Procon! Está uma bagunça generalizada essa instituição.
RA - 8522937007
 
Tgianoto em 25/09/2015 13:22:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions