A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/05/2014 12:05

Após invasão de aliados de Bernal, prefeitura terá grades, prevê Olarte

Zana Zaidan
Olarte anunciou reforço na segurança após ato de terrorismo de aliados de Bernal (Foto: Cleber Gellio)Olarte anunciou reforço na segurança após "ato de terrorismo" de aliados de Bernal (Foto: Cleber Gellio)

Depois que o prédio da prefeitura de Campo Grande foi invadido por aliados de Alcides Bernal (PP), na quinta-feira (14), o prefeito Gilmar Olarte (PP) já estuda como reforçar a segurança, e prevê, inclusive, gradear o local. 

“Isso se faz necessário após o episódio da semana passada. Vamos tomar uma série de medidas, com mudanças até no conceito da construção, com grades e mais câmeras de circuito intero”, antecipou. As mudanças, segundo Olarte, teriam sido discutidas durante reunião com o secretariado no último sábado.

“Também será preciso identificar melhor quem entra e quem sai. Em todo prédio público é assim, eu mesmo, quando vou à Brasília, não entro em lugar nenhum sem apresentar documentos, passar por detectores”, justificou sobre a medida.

O prefeito convocou reunião na manhã de hoje com secretários e vereadores, para tratar das providências a serem tomadas após o episódio que classificou como "ato de terrorismo". Bernal será o primeiro a ser responsabilizado criminalmente, segundo Olarte. 

Invasão – Na quinta-feira, o prefeito cassado Alcides Bernal (PP) obteve liminar para regressar ao comando da cidade. Antes mesmo de Olarte ser notificado, um grupo de aliados foi à prefeitura e adentrou o gabinete do prefeito e secretaria, promoveu revista aos servidores e trocaram fechaduras de salas. Oito horas depois, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul derrubou a liminar e manteve Gilmar Olarte (PP) como prefeito.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


As grades não vão impedir; que os verdadeiros descumpridores de ordem de um JUIZ; E que são sos verdadeiros culpados pelo vanda-lo; entrem na prefeitura de Campo Grande MS;

NÃO RESPEITAM VOTOS:... E NãO RESPEITAM ORDEM DE UM JUIZ...

E AGORA QUEM PODERÁ NOS DEFENDER?R.......
 
Selma Maria do Canto em 19/05/2014 22:30:02
Eu apoio a incrementação de segurança na prefeitura. Aquele episódio foi rídiculo. O cúmulo do absurdo. Completamente desnecessário. O pior é que sai tudo do nosso bolso. O Bernal tem que aprendar a ceitar um "não" e parar de fazer birra. O Olarte nem havia sido notificado da liminar e o Bernal já estava em sua cadeira dando ordens como prefeito. Que baita palhaçada!
 
Michael F. de Godoy em 19/05/2014 17:30:17
Eu acho certo que se coloque limites. A prefeitura não tem segurança nenhuma, entra e sai quem quiser e como quiser. Depois dos acontecimentos, ficou bem claro que isso precisa mudar e precisa sim investir em segurança. Mais caro que isso ficou o prejuízo que esse bando de marginais proporcionou com as depredações, furto de documentos e equipamentos... absurdo dos absurdos incitado e orquestrado por um homem que quer ser um governante.
 
Mariana Carvalho em 19/05/2014 13:19:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions