A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/06/2012 12:39

Após morte de motociclista, moradores pedem redutor de velocidade na Vila Jacy

Gabriel Neris e Minamar Júnior

Acidente aconteceu na madrugada deste domingo, em Campo Grande. Piloto atingiu carreta estacionada na avenida Ernesto Geisel.

Carreta estava estacionada quando ocorreu o acidente (Foto: Minamar Júnior)Carreta estava estacionada quando ocorreu o acidente (Foto: Minamar Júnior)

Moradores da Vila Jacy reclamam da velocidade de motoristas e motociclistas na avenida Ernesto Geisel, em frente ao ginásio Guanandizão, em Campo Grande. Os vizinhos pedem redutor de velocidade, principalmente após a morte de Fabiano Teruyoshi de Oliveira Tachibana, de 28 anos.

Ele morreu na madrugada deste domingo (17) quando pilotava uma motocicleta Honda Bros, de cor azul, com placa Terenos, quando colidiu na traseira de um caminhão estacionado na via. A carreta estava parada no sentido centro-bairro.

Sebastião Rabelo Neto, de 25 anos, mora em frente ao local onde ocorreu o acidente. O funileiro conta que o acidente ocorreu por volta das 2h15. “Ouvimos o barulho e viemos. Sentimos dó porque ele esperou por 30 minutos por socorro”, relata.

O funileiro relata que na residência dele também moram duas crianças, mas permite que elas brinquem apenas dentro de casa. “Só brincam dentro da casa. Portão fechado, a rua é muito perigosa”, reclama. Ainda de acordo com o morador, acidentes são comuns na região, porém é a primeira vez que conta vítima fatal.

Raniel Isaias Moreira, de 40 anos, é irmão do motorista da carreta estacionada. Segundo ele, já houve duas mortes de motociclistas no trecho de 400 metros - próximo ao Estádio Guanadizão. “Precisa de redutor de velocidade, radar, lombada para não excederem a velocidade. A gente não vê o carro passar, só ouvimos o barulho”, conta.

“Tem que tomar providência para não perder mais vidas na rua”, pede Raniel. Segundo ele, o irmão vai viajar amanhã e sempre estacionou no local. De acordo com o registro policial, Fabiano Teruyoshi não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação).



Para começar, se alguem dirige sem CNH e causa um acidente, é ele o problema, não o asfalto. Segundo: via principal NÃO PODE ter quebra molas. Se é para reduzir a velocidade no local, então pede radar, que as pessoas respeitam do mesmo jeito (antes tinha acidente direto na Via Park, com 2 radares acabou a farra) mas não atrapalha ambulância, onibus, bombeiros e não danifica os demais veiculos.
 
Marcos da Silva em 17/06/2012 02:11:28
2 e 15 da madruga.
Em caminhão parado. Sem capacete e sem habilitação?
SUICÍDIO.
 
Madalena Arre Pendi em 17/06/2012 01:40:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions