A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

24/12/2012 17:20

Após obras para conter erosão, Prefeitura vai duplicar Marquês de Herval

Fabiano Arruda
Prefeito Nelsinho Trad e secretário João Antônio de Marco durante vistoria em obras na região do Nova Lima. (Foto: Divulgação)Prefeito Nelsinho Trad e secretário João Antônio de Marco durante vistoria em obras na região do Nova Lima. (Foto: Divulgação)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), anunciou que a avenida Marquês de Herval, região do bairro Nova Lima, será duplicada.

Trad revelou que assina na próxima sexta-feira a ordem de serviço para a duplicação da via, que faz parte do pacote de obras do PAC II (Programa de Aceleração do Crescimento).

Nelsinho acredita que a obra vai “agregar valor estrutural viário a toda região do Nova Lima” e vai “somar” com as obras de drenagem e recuperação da nascente do córrego Segredo já executadas.

O chefe do Executivo Municipal visitou o local ontem (23), quando conferiu os trabalhos da “cratera” do bairro. Com 98% da recuperação da erosão na nascente do Córrego Segredo concluída, técnicos da Prefeitura consideram o problema solucionado.

“Foi um dos grandes desafios da nossa administração resolver este problema, é uma herança de anos que só agora a gente conseguiu equacionar. A obra já está 98% pronta e com a garantia dos técnicos que nesta região não haverá mais problema de erosão e nem buraco na Marques de Herval. O problema está resolvido”, destacou Nelsinho.

“Não existe mais risco de desabamento e o problema foi definitivamente resolvido”, pontuou o secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antônio De Marco.

A obra teve investimento de R$ 5,9 milhões, recursos do Ministério da Integração Nacional, viabilizados pelo senador Waldemir Moka (PMDB).

Foram executadas obras de drenagem; instaladas câmaras de desaceleração das águas, a exemplo do que foi feito na erosão formada nas proximidades da área onde está sendo construído o Shopping Bosque dos Ipês, além de três barragens de assoreamento para conter os sedimentos. No local também foram plantadas mais de duas mil mudas de árvores nativas para recompor a cobertura vegetal.

De Marco explicou que a parte estrutural da obra já está concluída e que falta finalizar a construção de um canal lateral superior para drenar a água que vem dos bairros mais altos para o Nova Lima. “A partir de agora, toda a água vai cair no canal e vai para a barragem, que vai filtrar os sedimentos, liberando apenas água, que irá para o córrego Segredo”, detalhou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions