A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/11/2011 21:23

Após sete anos, Imbirussu-Serradinho será entregue com festa na terça

Fabiano Arruda

Obra recebeu investimento de mais de R$ 120 milhões e muda uma das regiões mais populosas de Campo Grande

Obra integra as avenidas Duque de Caxias e Euler de Azevedo e, entre as ações, teve 20 km de rede de drenagem, 14,4 km de pavimentação asfáltica, 7,8 km de ciclovia, horto municipal e parque linear. (Foto: Divulgação)Obra integra as avenidas Duque de Caxias e Euler de Azevedo e, entre as ações, teve 20 km de rede de drenagem, 14,4 km de pavimentação asfáltica, 7,8 km de ciclovia, horto municipal e parque linear. (Foto: Divulgação)

O complexo Imbirussu-Serradinho será entregue na próxima terça-feira, feriado, às 8 horas, com direito a festa, que ocorrerá na Praça da Figueira, localizada na avenida José Barbosa Rodrigues com a Rua das Competições, no Jardim Aeroporto, em Campo Grande.

Apresentação de crianças do Clube do Setinha, da escola municipal Carlos Vilhalba Cristaldo, um passeio ciclístico no parque e sorteio de 50 bicicletas estão na programação, que ainda terá apresentação da Orquestra Jovem da Fundação Barbosa Rodrigues.

Por conta das festividades, a nova avenida José Barbosa Rosrigues, no sentido bairro-centro, entre a rua das Competições e rua Nova Andradina, estará fechada.

A obra demorou quase sete anos para ficar pronta e teve investimento de pouco mais de R$ 120 milhões.

O complexo teve 20 quilômetros de rede de drenagem, 14,4 km de pavimentação asfáltica, nove pontes de concreto armado, 7,8 km de ciclovia, horto municipal com área de 22 hectares, 7,8 km de Parque Linear, sistema de esgotamento sanitário e 14,4 km de rede de iluminação pública.

Segundo informações da prefeitura, as obras executadas envolveram a reestruturação do sistema viário com a implantação de vias urbanas pavimentadas, pontes, calçadas e ciclovia e a implementação de redes de distribuição de água, coletora de esgotos sanitários, drenagem, energia elétrica e iluminação pública, proporcionando integração urbanística e mobilidade urbana para as áreas adjacentes, interligando as avenidas Duque de Caxias e Euler de Azevedo, com a execução de pistas pavimentadas nas duas margens do Córrego Imbirussu. Também foram construídos equipamentos sociais de educação, saúde e assistência social para atender a população da região.

Para contemplar as famílias que residiam nas áreas de risco ao longo do projeto, foram construídas 850 unidades habitacionais com área de 32 metros quadrados.

Na educação, a Escola Municipal Carlos Vilhalva Cristaldo, que fica no Jardim Aeroporto, conta com 18 salas de aula que vão atender alunos do ensino infantil e fundamental. Aproximadamente 1,4 mil alunos estão matriculados.

Já o Centro de Educação Infantil Felipe Safadi Alves Nogueira, entregue em 2007, oferece apoio complementar com atividades de creche e pré-escola. A unidade aumentou em 137% o número de crianças atendidas.

Na Saúde, a UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) Dr. Herbeto Calado Rebelo foi inaugurada em dezembro de 2008 e registra capacidade de atendimento de 11 mil pessoas.

Para melhorar o transporte, foram pavimentados 2,2 quilômetros da linha de ônibus do Jardim Aeroporto, que também recebeu obras de drenagem e terraplanagem.

Praça da Figueira, onde será realizada a festividade na terça, tem 800m² de pista de caminhada e academia ao ar livre. (Foto: Divulgação)Praça da Figueira, onde será realizada a festividade na terça, tem 800m² de pista de caminhada e academia ao ar livre. (Foto: Divulgação)

Em 2005 foi inaugurado o Centro Comunitário, na Rua Heitor Vieira de Almeida, bairro Jardim Aeroporto, destinado à convivência e capacitação profissional dos moradores da região.

Meio Ambiente - Outra área destacada no complexo Imbirussu-Serradinho é a recuperação e revitalização ambiental ao longo do projeto, que contemplou, ainda conforme informações da prefeitura, ações destinadas à recuperação do ecossistema e manutenção do equilíbrio ecológico da microbacia do Córrego Imbirussu com a implantação de um parque linear e eliminação de lançamentos de efluentes nos córregos Imbirussu e Serradinho, além da revitalização e ampliação do Horto Municipal.

Entre as ações desenvolvidas estão tratamento paisagístico, reforma do prédio existente para administração do Horto, implantação de trilhas internas e construção de viveiro para produção de mudas.

O Horto passou a contar com área de aproximadamente 22 hectares, integrando-se com o Parque Linear, que teve 42 hectares de recuperação dos cursos d’água e fundos de vale, ações desenvolvidas para preservar a faixa de drenagem dos córregos e evitar novas ocupações nas áreas.

O Parque Linear do Imbirussu tem cerca de 90 hectares de área, dos quais 68 pertencem ao Imbirussú e seis ao Serradinho. A conservação das APPs (Áreas de Preservação Permanente) foram prioridades no projeto e coletas de água em pontos dos dois córregos já indicam níveis de recuperação do córrego.

Mais ações - Por conta da modificação social causou, foram realizadas pela prefeitura, desde novembro de 2008, ações sociais na região do Imbirussu, que consistiam em plantões sociais em UBSFs e visitas domiciliares. A comunidade teve acesso a campanhas educativas que trataram de temas como educação sanitária e ambiental, coleta seletiva e educação para o trânsito.

Já a praça da Figueira, que tem extensão de 5.172 metros quadrados, será mais uma opção de lazer à população no projeto. Pisos táteis e rampas garantem o acesso a deficientes visuais e de locomoção.

Imagem aérea mostra os cerca de 90 hectares de área do parque linear. (Foto: Divulgação)Imagem aérea mostra os cerca de 90 hectares de área do parque linear. (Foto: Divulgação)
Para contemplar famílias que residiam em áreas de risco foram construídas 850 unidades habitacionais. (Foto: Divulgação)Para contemplar famílias que residiam em áreas de risco foram construídas 850 unidades habitacionais. (Foto: Divulgação)

O local também tem 800m² de pista de caminhada e academia ao ar livre, com equipamentos de ginástica destinados a alongar, fortalecer e desenvolver grupos musculares, além de trabalhar a capacidade aeróbica e cardiorrespiratória dos praticantes dos exercícios.

No saneamento, os investimentos somaram R$ 57 milhões com o Programa Sanear Morena, que contemplam 33 bairros de 42 mil famílias. Na área de abrangência do projeto Imbirussu, o investimento é de R$ 26 milhões. Ainda serão implantados 139 km da rede coletora de esgoto, com 12 km de interceptores (tubulações de grande dimensão que recebem o esgoto coletado e o transportam até a estação de tratamento). Estão incluídas no Sanear Morena 2 a ligação de mais de 13 mil moradias da região, além da construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), na área do Núcleo Industrial de Indubrasil.

A iluminação pública foi realizada dentro do Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente, o Reluz, da Eletrobrás. Para a instalação de 1.291 pontos de energia distribuídos ao longo do Parque Linear Imbirussu e de 42 luminárias decorativas distribuídas em praças e largos da área de abrangência do projeto, foram investidos R$ 2,5 milhões.

Obra - A finalização do complexo também acabou beneficiando os imóveis na região. "Tinha gente aqui que estava trocando terreno por uma geladeira. Agora tem imóvel custando mais de R$ 40 mil", conta a dona de casa Daniele Bueno, entrevistada pelo Campo Grande News há três meses.

Do total de investimento em várias áreas, o projeto teve recursos oriundos de recursos próprios da prefeitura, do Fonplata (Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata), PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), Águas Guariroba, além do Reluz.

Para a inauguração, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), aguardava a presença da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), mas não houve a confirmação.

Antes, a inauguração do Imbirussu-Serradinho estava prevista para o aniversário da cidade.

A obra também trouxe benefícios políticos a Nelsinho. Segundo pesquisa da Ipems divulgada em setembro, o índice de maior aprovação do prefeito é justamente na região: 82,72%.



Ficou muito lindo a academia ao ar livre e a praça próximo da escola carlos vilhalva só ñ concordo com a prefeitura ter tirado o garapeiro da praça porq ele estava trabalhando e é um trabalho com dignidade pois era ele que limpava a praça porq o pessoal da prefeitura só fazia a manutenção de limpeza da praça da figueira e a que fika próximo da escola quem limpava era o garapeiro todo mundoe agora?
 
jhuli gomes em 20/12/2011 09:58:35
Sempre vai ter alguém reclamando de barriga cheia, faz parte do espirito do homem, reclamar. Vem pro bairro que moro e deixe-me ir pro seu se está achando pouco. Parabéns por esta obra, sei que logo será a vez de meu bairro. Minha preocupação agora é quem entra no lugar para dar continuidade a estes investimentos, espero que não seja alguém de fora e que não tenha experiência com Prefeitura.
 
Olton José Grec em 13/11/2011 08:09:00
o projeto da obra é espetacular atende uma região enorme aumentando a autoestima dos seus moradores e o prefeito esta de parabens, mas a execução apresenta falhas com alagamentos inclusive nas ciclovias, e a sinalização em alguns pontos é falha ex (euler de azevedo sentido zé abrão/popular), faltou algumas ruas serem asfaltadas como no jd bellinati, mas no geral ficou legal parabens!!!!
 
andre luiz em 13/11/2011 07:20:40
Ilsa tudo ao seu tempo...as invés de agradecer vc e povo só sabe reclamar e nd sempre esta bom..........
 
gislaine de araujo palacio em 13/11/2011 05:32:21
e as ruas no residencial bellinate quando serão asfaltadas??????????????????????
a gente esta esquecido por aqui
é só poeira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
selma cristina de melo cordeiro em 13/11/2011 03:58:24
Reclamar todo mundo quer. Não pode ver o vizinho do lado com melhorias que já se sente vitima. Acontece que essa obra vai beneficar TODOS ao redor e isso tá na cara, né? Agora vamo trabalhar porque tem muito a se FAZER na cabeça das pessoas, isso sim!
 
joão samam em 13/11/2011 02:51:55
tá tudo muito lindo, mas quero saber das autoridades competentes, nesse ano antes eleição, por que asfaltaram o bairro jardim aeroporto e deixaram apenas as ruas do "residencial" Belinate sem asfalto? e ainda a minha rua Francisca T. Belinate que recebe toda a enxurrada da Júlio de Castilhos, qdo chove é um Deus nos acuda, não existe rua. apenas buracos devido às chuvas. Ainda tem muito a se FAZER
 
Ilsa Rita Santa Cruz em 12/11/2011 12:39:35
E a SAÚDE Ó...
 
sandra lima em 12/11/2011 10:05:23
importante mesmo a pavimentação asfáltica conservando a natureza das matas ciliares,que ajudam a cidade,a ter um clima mais agradavél,além destas arvores destas matas serem recurso da alimentação de milhares de pássaros,arararas e outros animais,parabéns campo grande e os campograndenses de coração.
 
antonio luis em 11/11/2011 11:16:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions