A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

02/03/2014 16:55

Árvore de 20m cai e por pouco não atinge taxista que lia dentro do carro

Bruno Chaves e Kleber Clajus
Parte traseira ficou destruída. (Foto: Cristina Ramos)Parte traseira ficou destruída. (Foto: Cristina Ramos)
Ari estava lendo dentro do táxi e se salvou por pouco (Foto: Kleber Clajus)Ari estava lendo dentro do táxi e se salvou por pouco (Foto: Kleber Clajus)

Uma árvore, aparentemente centenária, de cerca de 20 metros, não resistiu a força da chuva que atingiu parte de Campo Grande neste domingo (2). Por volta das 16h, ela caiu sobre um táxi que estava estacionado em frente à Pracinha São Francisco, na Rua 13 de Maio. Por pouco o ingá não atingiu o taxista Ari Ferreira Rodrigues, 59 anos, que lia dentro do carro no momento do incidente.

“A árvore bateu na traseira do carro e o carro levantou. Na hora não fiquei assustado, mas quando desci do táxi e vi o tamanho do tronco, minhas pernas tremeram”, relatou.

O taxista contou que aguardava a chuva passar dentro do veículo. Como tem o costume de ler, o trabalhador decidiu pegar um livro e ficar a espera de um cliente.

“Alguns motoristas começaram a buzinar, mas nem dei importância porque não achei que era sério”, disse. Ele trabalha no local há cinco meses.

Além de destruir o carro e parte da calçada, o ingá centenário ocupou a rua. O trânsito nas imediações da praça está interditado. Não há previsão para liberação do fluxo de veículos.

O ingá ainda atingiu parte da fiação elétrica e os militares pediram apoio da concessionária de energia da cidade.

Conforme o subtenente dos Bombeiros, Paulo José, “é um tendência árvores centenárias caírem por estarem com as raízes comprometidas”.

Duas equipes do Corpo de Bombeiros estão no local para fazerem o corte da árvore.

O advogado Roberto Costa, 53 anos, chegou a ajudar na sinalização do trecho interditado. Para ele, a Prefeitura necessita trabalhar mais na prevenção para evitar essas quedas. “Se fosse um dia útil, matava alguém”, analisa.



tem que se mudar o modo de pedir a poda na prefeitura pois fica se muito tempo esperando liberação e quando vem já não precisa mais a arvore já caiu.
 
Luiz Carlos Santos Messias em 02/03/2014 18:12:20
Caracas essas árvores são realmente antigas, cresci nesse bairro e mesmo quando era criança elas já eram enormes, a prefeitura deve ficar atenta a essas árvores antigas.
 
Oswaldo Ferreira em 02/03/2014 18:01:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions