ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Assaltante é perseguido, rendido e agredido por motoristas de aplicativo

Motorista de aplicativo foi rendido por ladrão e avisou colegas; rapaz confessou assalto

Por Silvia Frias | 16/02/2020 07:55
Acidente após perseguição aconteceu no cruzamento da Rua Conde da Boa Vista com Avenida Gunter Hans (Foto: Google Street View/Reprodução)
Acidente após perseguição aconteceu no cruzamento da Rua Conde da Boa Vista com Avenida Gunter Hans (Foto: Google Street View/Reprodução)

Homem que roubou veículo de motorista de aplicativo foi detido por colegas da vítima após perseguição que terminou na Avenida Gunter Hans, em Campo Grande. Além do roubo, a história rendeu ainda agressão a outro rapaz, que se envolveu em acidente de trânsito com a vítima do assalto.

Na madrugada de hoje, por volta da 1h, o motorista de aplicativo, de 23 anos, relatou que foi chamado para corrida saindo da Rua Antônio Maria Coelho para endereço no Jardim Aeroporto.

No local indicado, dois homens e uma mulher embarcaram no veículo. Durante o trajeto, o motorista se envolveu em acidente de trânsito, parou o carro e desceu para ver se havia ocorrido algum dano. Os passageiros também desembarcaram.

Neste momento, um dos homens pegou uma pedra e um pedaço de madeira e disse “perdeu, perdeu”, anunciando o assalto. O motorista correu e o assaltante entrou no carro. No boletim de ocorrência não consta informação sobre as outras duas pessoas que estavam no veículo.

A vítima relatou o que tinha ocorrido em grupo de WhatsApp, passando as características do carro, um Palio prata ano 2017. Um colega de trabalho viu o veículo transitando na Avenida Lúdio Martins Coelho e avisou aos demais, enquanto começava a perseguir o bandido, em alta velocidade.

O ladrão acabou batendo o carro na calçada, no cruzamento da Rua Conde da Boa Vista com Avenida Gunter Hans, danificando os pneus dianteiros. Em seguida, outros motoristas de aplicativo chegaram e ele foi rendido e agredido.

Quando a PM (Polícia Militar) chegou, os motoristas estavam com ânimos exaltados. O suspeito confessou o roubo e apresentou nome de homem de 27 anos.

Durante o registro da ocorrência, um rapaz apresentou-se à delegacia e disse ser a pessoa que se envolveu no acidente com o motorista de aplicativo. Disse que foi cercado por grupo que se apresentou como policiais, mas que eram colegas do motorista.

Este rapaz apresentava diversas escoriações e disse que ele e o primo foram agredidos pelos motoristas. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, roubo e falsa identidade.