A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/12/2013 08:34

Assaltos e brigas nos terminais deixam usuários preocupados com a violência

Filipe Prado
Passageiros estão com medo de violência nos terminais (Foto: Cleber Gellio)Passageiros estão com medo de violência nos terminais (Foto: Cleber Gellio)

A violência em terminais de transbordo de Campo Grande começa a preocupar quem depende do transporte coletivo. Roubos e brigas, principalmente, entre adolescentes, estão virando rotina na cidade.

As confusões ocorrem com frequencia entre “escolas rivais”. As brigas são rotina nos terminais e têm até data marcada, segundo alguns usuários. “Eu fiquei sabendo que teve briga, três dias seguidos, no terminal Guaicurus. Até tinham marcado uma para a próxima semana, só não sei se terá”, comenta a estudante Samara Rodrigues Lopes, 18 anos.

Ela diz ter medo da violência que acontece dentro do terminal. “Eu tenho medo que aconteça tiros. Eu corro dessas brigas”, relata a estudanteOutro aluno que  garante já ter presenciado alguns casos é Fernando Souza, 14. “São geralmente alunos de escolas rivais", confirma.

No terminal Morenão, os relatos são os mesmos. “Aqui acontece bastante. Acho ruim, por serem escolas rivais. Mas nunca usaram armas, só vi brigas com socos até agora”, Everton Fernando, 16.

Uma administradora, de 50 anos, que não quer se identificar, comenta que o filho de 16 anos é um dos alunos que sofrem com a violência nos terminais. “Os jovens estão passando muito tempo no terminal. Eles namoram, brigam, usam até maconha e, infelizmente, meu filho está participando”, admite.

Ela conta que o menino sempre chega atrasado nas aulas e também muito tarde em casa, pois fica dentro do terminal. “Meu filho chega sempre depois que a aula começou, na escola, e sai as 17h30, mas só chega em casa depois das 19h. Eles fica fazendo o que no terminal?”, desabafa a mãe.

A rivalidade é tão grande, entre os jovens, que alguns não podem passar pelos terminais. “O filho de uma amiga não pode coloca o pé no terminal Morenão, pois alguns alunos o ameaçaram, agora ele tem que pegar caminhos alternativos”, relata a administradora.

A mãe do jovem ainda comenta que falta fiscalização da Guarda Municipal nos terminais. “Gostaria que a guarda voltasse aos terminais, e que a guarda mandasse esses garotos embora do terminal. Pois eles põem em risco a vida das pessoas”.

Roubo – Assaltos também acontecem. No mês passado, o auxiliar de escritório Kennedy Marcos de Oliveira, 18, perdeu um celular, depois que um bandido pulou a proteção do terminal e fez um “arrastão” no local.

Ele conta que estava falando no celular com a namorada, quando foi abordado por um rapaz. “Ele colocou a arma na minha cabeça e pediu meu celular, depois ele saiu assaltando outros passageiros, e os fiscais só ficaram olhando”, relata Kennedy.

O auxiliar ainda comenta que no terminal Júlio de Castilho há muitos assaltos. “Estão assaltando bastante aqui. Está muito perigoso”.

Guarda Municipal – O Campo Grande News tentou contato com a Guarda Municipal durante vários dias na semana passada, mas não obteve retorno. 



O ECA e uma eca mesmo.
 
Joao batista em 02/12/2013 17:27:45
Maximiliano e Claudinei...vcs sao uns fanfarroes...tomara q vcs nem seus filhos (se é que vcs tem) nunca precisem da GM...pois criticar vcs sabem...por que ao inves de criticar...nao correm atraz do prefeito para estruturar melhor ja que vcs nao estao satisfeitos...
 
gilberto silva em 02/12/2013 14:08:13
Tem que descer a borracha, isso é um absurdo, os pais não batem mais em casa porque não podem, as crianças vão apanhar da policia então, eduquem seus filhos por favor, se precisar bater, bata, mas eduque seus filhos dentro de casa, depois reclamam que as crianças estão cada vez mais violentas, a questão não é a violencia, a questão são os limites, as crianças de hoje não tem limites, então acham que podem tudo.
 
maximiliano nahas em 02/12/2013 09:48:41
Pra que serve essa guarda municipal afinal??? Eles deveriam ter bases fixas em todos os terminais, no minimo...
 
Alex Boldrin em 02/12/2013 09:46:44
Acho um desrespeito total com a populaçao, eu já presenciei várias brigas no Terminal Julio de Castilho. Chamei até a polícia, eles vem só depois que as brigas acabam, os fiscais do terminal nao conseguem fizer nada. O certo era ter policiamento direto, já que não se tem mais respeito e educaçao.

 
Elaine Carvalho em 02/12/2013 09:25:35
São de menor tem que ter muito cuidado quando: Nas abordagem,quando for pegar no braço quando for falar com eles (TOM)porque que pode ser prejudicado é a autoridade que o prende.é o direito do menor.
 
santos filho em 01/12/2013 16:44:54
onde esta as autoridades coloque então cameras para pegar marginais minhas funcionarias esta sempre comentando as barbaridades e os fiscais de nada adianta pois não fazem nada e ai como fica coloquem s polias pois só assim terão respeito
 
janete mria barão em 01/12/2013 16:10:58
ESSE É O SERVIÇO DA GUARDA NÃO FICAR PASSEANDO DE VIATURA TODA PRETONA POR AI E ABORDANDO NAS RUAS QUE NÃO É FUNÇAO DELESS
 
CLAUDINEI BRAZ DE LIMA em 01/12/2013 12:51:13
a violencia esta em todos terminais os alunos em vez de ir pr escola fica nos terminais procurando briga fumando droga os terminais estao abandonado se fiscalização por as empresa esta preocupada com dinheiro e nao com segurança dos usuarios o povo so se lasca pagamos tanto imposto mas segurança nada os estudante fazem o que querem eos bandidos tambem roubam prefeito coloca policia nos terminais e fiscais pr esses estudantes irem pr escola e respeitarem mais as pessoas

 
luizaleguizamon em 01/12/2013 11:09:17
CERTAMENTE ESSES BRIGUENTOS, SÃO AQUELES QUE NUNCA TIVERAM LIMITES EM CASA, OS PAIS SEGUEM A RISCA OS CONSELHOS DO ECA, NUNCA DAR UMA VARADINHA PARA IMPOR LIMITES E RESPEITO; E ASSIM CAMINHA NOSSOS "ANJINHOS"! QUEBRANDO A CARA DOS "COLEGAS" DEPOIS ACONTECEM COISAS PIORES E AS AUTORIDADES NÃO SABEM POR QUE?! QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE MEUS NETOS!
 
JARY GUASINA em 01/12/2013 10:34:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions