ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Autor de mensagem contra indígenas é encontrado e frase apagada de banheiro

O recado dizia “a cultura dos índios é feia. A **** do 3º * a índia da aldeia”

Por Geniffer Valeriano | 22/05/2024 15:52
Mensagem deixada em parede do banheiro de escola (Foto: Direto das Ruas)
Mensagem deixada em parede do banheiro de escola (Foto: Direto das Ruas)

Autor de mensagem contra indígenas é descoberto e frase é apagada da parede do banheiro da Escola Municipal. O recado que dizia “a cultura dos índios é feia. A **** do 3º * a índia da aldeia”, continha o nome de uma criança de 8 anos.

O pai da aluna, que é indigena contou que a filha sofria bullying por conta de sua cultura há algum tempo. Na tarde de ontem, após ficarem cientes do recado, a mãe da criança foi até a coordenação, mas não conseguiu registrar a situação em ata.

Procurada pelo Campo Grande News, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) informou que a família da menina foi chamada pela escola nesta quarta-feira (22), para que o caso fosse registrado em ata.

“A direção da unidade escolar já identificou a outra criança autora da escrita e a família também já foi acionada para comparecer na escola e orientar para que este tipo de situação não volte a acontecer. É importante ressaltar que a direção apagou a escrita no banheiro assim que teve conhecimento”, informa a nota.

A Secretaria de Educação ainda afirmou que palestras sobre bullying são realizadas com frequência nas escolas municipais. “A Secretaria ressalta ainda que a família sempre foi atendida pela direção da unidade escolar, havendo registros de orientações”, encerra a nota.

Relembre - O servidor público, de 35 anos, que não será identificado para preservar a identidade da criança, contou que a filha encontrou a frase na tarde desta terça-feira (21).A família ficou ciente da situação por volta das 16h30, quando buscou a criança na escola.

Conforme relatado, após ficar sabendo da frase encontrada, a mãe da menina foi até a coordenação para que o problema fosse registrado em ata. O pai alega que o pedido foi negado.

Após não conseguir realizar o registro da ata, o pai denunciou a situação para o Conselho Municipal dos Direitos e Defesa dos Povos Indígenas. O servidor público também relata que a coordenação da Semed entrou em contato com ele e marcou uma reunião para tratar do assunto. Ainda é contado que um boletim de ocorrência será registrado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.


Nos siga no Google Notícias