A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

07/12/2016 13:15

Banco do Brasil antecipa fechamento de agência e clientes reclamam

Segundo Sindicato dos Bancários, clientes aguardam até duas horas por atendimento

Elci Holsback
Na agência da 13 de maio, só caixas eletrônicos funcionam. (Foto: Alcides Neto)Na agência da 13 de maio, só caixas eletrônicos funcionam. (Foto: Alcides Neto)

Previsto para janeiro de 2017 o Banco do Brasil antecipou o fechamento do atendimento na agência da rua 13 de maio, em Campo Grande. Desde o fim de novembro, só os caixas eletrônicos atendem aos clientes que vão até lá e como consequência, a agência da avenida Afonso Pena tem fica lotada diariamente. 

De acordo com o sindicato dos bancários, os clientes e cerca de 30 funcionários da unidade foram transferidos para a agência mais próxima, no caso a da Afonso Pena dom a rua 13 de Maio. Para o sindicato, a mudança tem aumentado as filas e  prejudicado o atendimento aos clientes.

"Os clientes já estão sofrendo os danos, pois, são duas agências muito cheias e agora a da Afonso Pena está lotada. Fomos informados de que ontem, às 16h15 havia mais de 80 pessoas aguardando atendimento nos guichês e outras 60 na fila dos caixas. A espera pelo atendimento está em torno de duas horas, ou seja, a lei dos 15 minutos não é respeitada", relata o diretor jurídico do sindicato, Orlando de Almeida Filho.

A aposentada Denilze Barros foi surpreendida nesta manhã ao buscar atendimento na agência da 13 de Maio. Cliente da unidade há anos, ela disse que não houve qualquer aviso sobre o encerramento das atividades e que enfrentou longa fila para ser atendida na agência da Afonso Pena. "É um desrespeito, terei que chegar bem mais cedo agora. Lá já era cheio, mas juntando as duas agências agora, ficou terrível, cheio e demorado", comenta a cliente.

Em contato com a agência da rua 13 de Maio, a reportagem do Campo Grande News foi informada por uma telefonista que não há mais nenhuma atividade interna na agência e que a partir da próxima semana o atendimento dos caixas eletrônicos também será encerrado.

Clientes da agência 13 de Maio foram transferidos para a unidade da Avenida Afonso Pena (Foto: Elci Holsback)Clientes da agência 13 de Maio foram transferidos para a unidade da Avenida Afonso Pena (Foto: Elci Holsback)

Protesto - Na manhã desta quarta-feira (7) o Sindicato dos Bancários protestou em frente a agência da Afonso Pena, alegando falta de informações sobre o destino dos funcionários, sobrecarga de trabalho e problemas na qualidade no atendimento dos clientes.

"A superintendência é evasiva, não nos passa qualquer informação, não sabemos sequer a quantidade de clientes remanejados para cá. Nossa preocupação é com este atendimento precarizado ao cliente, além da sobrecarga de trabalho do funcionário. Queremos chamar atenção de todos para isso", informa o presidente da entidade, Edvaldo Barros.

O fechamento de 402 agências do Banco do Brasil no País foi anunciada no último dia 20 de novembro. Em Mato Grosso do Sul quatro agências serão atingidas, sendo três em Campo Grande e uma em Corumbá. Outras duas unidades serão transformadas em postos de atendimento. O sindicato estima 202, dos 1.381 funcionários da instituição sejam diretamente afetados com a mudança, através do plano de aposentadoria voluntária ou por remanejamento de agência.

Ainda de acordo com o Sindicato dos Bancários, a informação repassada pela gestão do banco é de que as demais agências encerram as atividades no início de janeiro de 2017. Além do sindicato patronal dos funcionários, CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Fetracon (Federação dos Trabalhadores do Comércio de MS) participaram do protesto nesta manhã.

O Banco do Brasil ainda não se manifestou sobre o caso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions