A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

28/01/2013 16:27

Bebê de 5 meses e irmãos de 4 e 7 anos são abandonados em casa suja

Quando as crianças seguiam para a delegacia, uma reconheceu a mãe, que foi presa

Nadyenka Castro e Viviane Oliveira e Helton Verão
Crianças na porta de casa. (Fotos: Helton Verão)Crianças na porta de casa. (Fotos: Helton Verão)
Na pia, louças sujas. No fogão, panelas.Na pia, louças sujas. No fogão, panelas.

Três irmãos foram encontrados na tarde dessa segunda-feira abandonados pela mãe, na casa onde moram, nas Moreninhas, em Campo Grande. Os meninos, um bebê de cinco meses e os irmãos de quatro e sete anos estavam na residência com o avô, de 75 anos, que é alcoólatra. A mãe, de 25 anos, foi presa.

O imóvel estava imundo. Na cozinha, utensílios sujos sobre a pia, panelas com comida estragada e, nas mamadeiras das crianças, leite azedo. A situação foi verificada pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) após denúncia anônima.

Os policiais foram recebidos pelo avô das crianças, vestido apenas com cueca, falando frases desencontradas e aparentemente embriagado. Era o menino mais velho quem trocava as fraldas do mais novo e também dava banhos.

Vizinhos contaram ao Campo Grande News que os mais velhos passeavam com o bebê e falaram que a mãe havia saído de casa na sexta-feira sem dizer para onde ia. Segundo eles, as crianças passam a maior parte do tempo sozinhas.

Os vizinhos, que pediram para não ser identificados, disseram tem problemas com alcoolismo e as crianças ficam boa parte do tempo sozinha. “Eles ficam na rua passeando com o bebê”, fala uma moradora.

Os moradores também contam que a avó era quem cuidava das crianças, mas, há três meses foi internada no Hospital Nosso Lar. Conforme eles, ela dava atenção aos netos e refeição nas horas certas.

A jovem foi reconhecida por um dos filhos, quando seguiam para a delegacia. Do carro, um deles viu um grupo de mulher nas proximidades da Orla Morena, na Vila Progresso, e disse: “Olha lá a mamãe”. Os policiais pararam e ela foi presa.

A jovem tem extensa ficha criminal. Entre os crimes estão tentativa de homicídio, lesão corpora/violência doméstica e abandono de incapaz, este último em 2010. O filho de dois anos estava andando sozinho na rua, assustado.



O que dá mais nojo é ver tanta bobagem sendo escrita em relção a um assunto sério quanto esse, dá pra ver o quanto a população ainda é ignorante nesse Brasil, argumentos como o de Jacqueline Rodrigues Vital, ANTONIO SILVA, JULIO JUNIOR.... e outros, já foram testados muitas vezes e não deram em nada, continuar repetindo isso é no mínimo muita estupidez e falta de conhecimento histórico
 
Milena Rodrigues em 29/01/2013 13:49:45
Gustavo, veja os meus comentários seguintes; acabei de defender a prisão e o tratamento dessas pessoas, bem como expliquei a ligação entre esterilização compulsória e nazismo...
 
Marcel Ozuna em 29/01/2013 10:40:10
Sras. Rosa Amélia e Camila: os nazistas é que primeiro propuseram a laqueadura compulsória às "raças inferiores" e a toda gente que eles viam como "indesejável" (judeus, doentes mentais, criminosos,...). Nesse contexto é que falei que laqueadura (e também a vasectomia) é mutilação; se forem compulsórias, vira eugenia. Tem cabimento ferir o corpo de uma pessoa pelo fato de ser uma delinquente e drogada? Quem pensa que sim nem se dá conta de que isso descamba para o genocídio e a eugenia... Ou vocês acham que o Estado adotaria esterilização compulsória em criminosos ricos e famosos como Beira-Mar e Cachoeira? Apoio estatal ao controle de natalidade é só para os pobres e indesejáveis... Resumindo: defendo correção e punição, mas sem ferir a dignidade do ser humano.
 
Marcel Ozuna em 29/01/2013 10:36:15
Concordo com vc jaqueline e vou mais alem ....devia ter é controle de natalidade....entra com pedido e seria analisado ....tanto parte pisicológica quanto o restante ...se tiver tudo ok sim ..se nao ....proibia....porque o que mais tem é mae e pai fazendo filho e deixando a mercê da sorte por ai .....filho é uma responsabilidade muito grande ....quem o faz tem que ter total reponsabilidade pelo incapaz....dar amor. carinho ..educaçao e nao é o que a gente ve por ai ....vemos somente maes e pais totalmente descontrolados...descontando suas frustraçoes em cima dos pequenos....que nao pediram para nascer ....
 
ROGERIO CARVALHO em 29/01/2013 10:34:37
Sr. Julio, apesar de eu ser homem ("Marcel" é francês de "Marcelo"), conheço pessoalmente algumas mulheres que têm muitos filhos (com o mesmo marido, veja bem!) e que, por mais que tenham alguma dificuldade financeira, conseguem passar por cima dela, e mostram caráter de mãe ao propiciar o necessário a todos. Coisas que são repugnantes a muita mulher com só 1 ou 2 filhos. A da reportagem, por sinal, tem apenas três crianças, mas prefere trocá-las por um "tapinha" no "baseado". Do mesmo modo que não se cura câncer com aspirina, a medida cabível a esta mãe é tratamento e cadeia até aprender o que é ser mãe. Quanto às crianças, basta entregá-las à adoção: há inúmeros casais que não conseguem ter filhos por vias naturais e ficariam imensamente felizes em assumir quantas puderem criar!!!
 
Marcel Ozuna em 29/01/2013 10:17:36
Jacqueline Rodrigues você está correta, enquanto o Marcel Ozuna está lendo muitos livros de "direitos humanos" (do vagabundo, lógico!). O jeito é a esterilização dessa corja!
 
Gustavo Ribeiro em 29/01/2013 08:45:40
É muitooo triste.
 
ANA BEATRIZ MARQUES em 29/01/2013 07:32:59
a JACQELINE RODRIGUES falou tudo!!!!
 
maria ferreira de souza em 29/01/2013 06:21:15
crianças de pés no chão sofrendo por causa da estupidez e ignorância dos pais é de cortar o coração!!..onde está o poder público?...onde está a alta soma de impostos que pagamos e que deve ser revertido para o bem comum??..é dessa forma que nossas crianças são protegidos de adultos estúpidos e insensatos?!!..é uma vergonha!!
 
wagner samaniego em 29/01/2013 05:15:07
é de cortar o coração ver a situação lastimável dessas crianças que não pediram para vir ao mundo e muito menos para serem criadas por pessoas tão despreparadas!!..Sinceramente: seu eu tivesse condições financeiras iria montar um abrigo para acolher o máximo de criançãs que vivessem em condições tão tristes!!...eu pergunto: onde está o trabalho social dessas Igrejas que arrecadam milhões em ofertas, dízimos e campanhas, que não pagam 1 centavo de imposto, com seus pastores voando em jatos de 50 milhões de dólares??..
 
wagner samaniego em 29/01/2013 04:39:17
É muito triste!!..uma familia desestrutura pelo vício..onde está ou estão os pais dessas crianças??..e o poder público que não toma uma atitude mais enérgica na resolução do problema??..é cortar o coração ver crianças numa situação dessas em vista da quantidade de impostos que pagamos nesse país!!..o problema é que nossos governantes e políticos estão mais interessados em cuidar dos seus bolsos a zelar pelo bem estar da sociedade brasileira!!..é uma vergonha!!..sou totalmente favorável à vasectomia compulsória e ligadura compulsória!!..tem certos tipos de pessoas que não conseguem cuidar nem de si mesmos quanto mais de uma criança!!...é indignante!!
 
wagner samaniego em 29/01/2013 04:30:24
Talves se nós tivéssemos coragem o suficiente para decermos do degrau que nós estamos, e descruzássemos os braços e participassemos mais da politica e aplicação dos recursos publicos do nosso municipio, e tivessemos a coragem de apontar o dedo para os nossos governantes e cobrar firmemente respostas e soluções e que cumprissem alguns paragrafos do artigo 5º da nossa Constituição. Talves aí sim as pessoas enchergariam todas as raizes desse problema social e humano, afinal de contas nehuma pessoa em sã conciencia abandonaria os Anjos que Deus lhe presenteia.
Reflitam meus amigos, Essa mãe assim com os donos da casa noturna de Santa Maria são só a ponta do ice berg.
 
Antonio Brito em 29/01/2013 00:07:22
O QUE A DONA MARCEL NÃO ENTENDE E QUE ESSA MULHER VAI CONTINUAR A TER FILHOS SEM CONTROLE.
ESSAS CRIANÇAS ESTÃO SOFRENDO, QUAL SERA O FUTURO,
EXISTEM VARIAS MAES COMO ESSAS PELO BRASIL, QUE VENDEM SEUS FILHOS, QUE OS COLOCAM PARA PROSTITUIÇÃO. ISSO É SERIO NOS DIAS D HOJE TECNOLOGIA, GLOBALIZAÇÃO, ECOLOGIA, POLUIÇÃO, ESTÃO DEIXANDO PROBLEMAS COMO EXEMPLO DESSAS CRIANÇAS. VAMO PARA DE BRICADEIRA
E VER ISSO MAIS SERIO.
DEMAGOGIA TEM LIMITE
 
JULIO JUNIOR em 28/01/2013 23:14:42
Olha sem comentarios para uma situação dessa que se encontra essas crianças, kd o poder publico e conselhos tutelares, o pessoal dos direitos humanos, que devem estar lá na porta de delegacia cuidando para ver se, bandido que merece um bom corretivo, esta sendo bem tratado, por que não vai lá ver, se essas crianças estão bem, e vão atras de outras que devem estar na mesma situação, e de muita indignação...
 
Andre Shimaru em 28/01/2013 22:20:20
Tem horas que a gente tem vontade de chorar com a tragédia no RS...mães perdendo seus filhos e agora mães que abandonam seus filhos a própria sorte muito triste!!
 
sandra lima em 28/01/2013 21:52:02
falar que mutilação fisica, fazer laqueadura pera ai, quando se trata de um pobre sem o nenhuma estrutura financeira e nem psicológica muito menos responsabilidade é fácil ,mas quanto a pessoa estabilizada e conciente faz laqueadura com um ou dois filhos no máximo ai é lindo e até louvavel e chamado de planejamento famíliar.Agora quando é no pobre se diz mutilação acorda Marcel que utopia é essa demagogia barata é essa.
 
rosa amelia m.abreu em 28/01/2013 21:35:32
tenho certesa que isto é pura falta de Deus!!!! os próprios animais cuidam de seus filhotes, mesmo sendo irracionais. Penso que uma pessoa dessas seve ser castrada antes mesmo de ter seu primeira filho!
 
Alba Soto em 28/01/2013 21:12:24
Moro na regiao das Moreninhas e fiquei indignada com o acontecimento de hoje.
As crianças ficavam pela rua andando no sol quente com um bebê de 5 meses;sendo que o menino que cuidavam dos irmãos tinha 7 anos e cuidava do bebê e do irmão de 4 anos isso é um absurdo oque aconteceu.
0 menino de 7 anos ontem;veio chorando desisperado falou pra minha tia que nao aguentava cuidar do bebê pois ele estava com fome e chorava muito; como minha mae estava amamentando ela oferecel leite materno pro nenem a fome era taanta que ele se engasgava com o leite. É MUITO TRISTE FIQUEI COM MUITA PENA DELES.
[ISSO NÃO É A PRIMEIRA VEZ QUE ACONTECE; A PENULTIMA VEZ QUE ELA SUMIL FOI POR 7 DIAS].
 
Jessica Castro em 28/01/2013 21:01:25
Deu pra entender perfeitamente que o comentário da Jacqueline não tem nenhum cunho nazista, como insinuaram abaixo. Sou mãe e também sou da opinião de que o governo precisa sim considerar uma política pública séria e maciça de planejamento familiar, que inclua - porque não? - laqueadura em mulheres que apresentem interesse no procedimento, ou ficha criminal extensa como o caso dessa aí, ou não tenham o perfil de quem pega no batente pra sustentar outra boca além da própria. Sinto muito por esses pequenos, que carregarão esse descaso consigo pelo resto da vida deles.
 
Camila Maia em 28/01/2013 19:50:24
Jaqueline Rodrigues, mesmo alguns dizendo que isso é método nazista, concordo plenamente com vc!!!Sou profissional da saude e pelo menos uma vez na semana me deparo com meninas de 20 anos na quarta gestação.Imagina o que serão dessas crianças???Eu bem sei, prq pelo menos 1 vez na semana recebo tbm notificações de violação dos direitos das crianças. Ha mulheres que não querem ser mães e não fazem nada para evitar e colocam filho no mundo para sererm tratados como animais,tbm deveria ser crime. Absurdo ser tão dificultoso realizar laqueadura na rede publica ou então a mulher ter mais de 25 anos e outros criterios para poder operar. Eqto isso, mais noticias como essa aparecerão nos noticiários...
 
Ana Paula em 28/01/2013 19:40:53
Jacqueline Rodrigues Vital , vc foi infeliz em seu comentário, o que vc é hoje não será necessáriamente amanhã, vc pode estar sem emprego provisóriamente, conviver com outra(o) parceiro, todo pode mudar da noite para o dia, esta cidadã está sem amparo algum emocionalmente e psicológicamente, mais amanhã pode mudar, conhecer nosso SENHOR JESUS é uma delas, pôr seu pensamento alguém que estivesse com dificuldades DEVERIA ter seus direitos violados...
 
elizandro martins em 28/01/2013 18:27:34
Se você teve e tem uma família estruturada, pais que te deram uma boa educação, um emprego, tem onde morar, enfim, uma vida digna, levante as mãos para o ceu e agradeça a Deus todos os dias porque muitas pessoas como esta mãe (se é que se pode chamar isto de mãe), não tiveram e não tem nada disso. Parece que essa mãe não tem noção da série de crimes que cometeu e por mais que esteja errada, as crianças não tem culpa disso e precisam de ajuda urgentemente. Qualquer outro lugar seria melhor para elas. É triste mas verdade: junto da mãe é o pior lugar, ainda mais que a mãe abandona. Que futuro terão essas crianças? Nada mais triste.
 
Paulo Lemos em 28/01/2013 18:09:23
* Absurdo , isso é reflexo de políticas mau resolvidas , o governo patrocina esse tipo de acreção , pois sou contra o vale renda , bolsa familia , bolsa não sei o que ... temos que colocar as pessoas para trabalhar , pois assim irao descobrir , que a vida não é tão facil assim . fui pai e mae dos meus filhos , deixei de viver nas baladas , festinhas , e me preocupei com a boa formação dos meus filhos , que hoje são comportados estudiosos e com muito futuro pela frente e graças a deus nunca dependi desse ou daquele governo .
 
ANTONIO SILVA em 28/01/2013 17:59:28
A mulher ja foi presa por crimes e abandono das crianças anteriormente e a justiça não não aplicou nenhum método contraceptivo na mesma. Creio que todos os que estão nas cadeias deveriam passar por algum método contraceptivo para não acontecer mais essas cenas. Se a pessoa não se importa com nada, quem afirma que a mesma irá se importar com os filhos. 90% destes casos são de ex-presidiários então um aumento nos custos na prisão pode evitar maiores custos após a saída e possíveis mortes.
 
Alexandre de Souza em 28/01/2013 17:52:20
Jacqueline, entendi errado ou você copiou esse modelo de pré-natal (inclusa mutilação física) de uma agência nazista?
Contracepção não é solução, mas parte do problema. As mulheres não querem mais ser mães, os homens muito menos pais para o que der e vier. Aí apelam para "casamento sem filhos" e/ou "sem compromisso de sustentar os que vierem", e dá nisso.
Simples assim! Mas complicado para quem pensa que viver é "sombra e água fresca"...
 
Marcel Ozuna em 28/01/2013 17:27:51
Concordo plenamente com você. Jacqueline Rodrigues.
 
Silvana Souza em 28/01/2013 17:26:42
Não adianta somente o papel da justiça. O Estado tem que ter maior participação ativa neste caso. Senão vão dar um pitaço(bornca) na mãe, devolvem as crianças aonde pegaram e tudo continua igual.
 
Valdecir Antonio Zaniboni em 28/01/2013 17:22:58
No Pré Natal deve-se perguntar: Marido? Emprego? Residencia fixa? Grau de escolaridade? Conforme respostas já liga as trompas sem pedir autorização. Isso precisa acontecer no Brasil urgente! Que trauma essas crianças levarão para o resto da vida! Precisam de carinho, de atenção....
 
Jacqueline Rodrigues Vital em 28/01/2013 17:00:47
Fico indignada com este tipo de coisa. Por que uma criatura dessas têm filhos?????
 
Francisca Mesquita em 28/01/2013 16:44:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions