A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/01/2013 16:40

Bernal diz que anuncia nesta 6ª nomes que restam do 1º escalão

Nícholas Vasconcelos e Helton Verão
Bernal e Semy Ferraz analisam a obra da Júlio de Castilhos (Foto: Simão Nogueira)Bernal e Semy Ferraz analisam a obra da Júlio de Castilhos (Foto: Simão Nogueira)
Trânsito deve passar por reordenamento no cruzamento com a avenida Capibaribe. (Foto: Simão Nogueira)Trânsito deve passar por reordenamento no cruzamento com a avenida Capibaribe. (Foto: Simão Nogueira)

O prefeito Alcides Bernal (PP) anuncia amanhã os nomes que faltam para compor o primeiro escalão da administração de Campo Grande. A declaração foi durante a visita as obras da revitalização da avenida Júlio de Castilhos, na tarde desta quinta-feira (3). Dos 23 cargos de primeiro escalão, falta anunciar o nome de 12 titulares.

De acordo com Bernal, os nomes dos secretários, titulares de órgãos e fundações serão apresentados em entrevista coletiva, que ainda será marcada pela assessoria.

Bernal visitou a avenida acompanhado do secretário de Obras, Semy Ferraz, e o diretor da empresa Pactual, responsável pelas obras, Walter Fuji.

No cruzamento da Júlio de Castilhos com a rua Artur Marinho, no Jardim Saionara, Bernal ouviu de Fuji a explicação para os constantes alagamentos no local. Segundo representante da construtora, a tubulação de água pluvial é velha e não comporta a demanda da chuva.

“É insuficiente para a vazão da chuva e é necessário um tipo de adaptação, como uma ponte”, explicou Fuji.
Bernal concordou com a construção e disse que serão necessários mais 3 meses de prazo e R$ 600 mil para a conclusão da travessia. A previsão é de que a revitalização, sem a ponte, seja concluída no fim de fevereiro já que 80% das obras estão concluídas.

Perto dali, o asfalto cedeu e os alagamentos causam transtorno para os moradores, como a dona de casa, Vilma do Nascimento, 55 anos. “Na última chuva a água subiu até a canela e apareceu uma cobra”, explicou a mulher que mora no loca há 13 anos.

O prefeito e o secretário disseram que a avenida Júlio de Castilhos é a obra prioritária da administração municipal neste início de mandato.

Já na rotatória com a avenida Capibaribe, no bairro Silvia Regina, será preciso fazer um reordenamento do trânsito. No local havia uma rotatória, que foi retirada, e depois da obra passou a não comportar o fluxo de veículos.

As obras na avenida Júlio de Castilhos exigiram um investimento de R$ 20 milhões, dos quais R$ 18 são do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e o restante da Prefeitura. Até o momento foram consumidos R$ 16 milhões na revitalização.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions