A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/01/2013 11:40

Dinheiro para obra na Júlio de Castilhos está no caixa, diz Edil e ex-secretário

Aline dos Santos
Buraco tem 1,5 metro de profundidade. (Foto: Luciano Muta)Buraco tem 1,5 metro de profundidade. (Foto: Luciano Muta)

O ex-titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), João Antônio De Marco, afirmou, por meio de nota, que a solução definitiva em relação ao buraco na avenida Júlio de Castilhos, no bairro Sayonara, em Campo Grande, já está encaminhada.

De acordo com ele, o problema será resolvido com a instalação de nova tubulação e de uma ponte de concreto no local. “Já licitamos, assinamos a ordem de serviço e o dinheiro para a obra, proveniente do Pró-Transporte e do Banco Interamericano de Desenvolvimento, já está em caixa. Agora é só começar a obra”, explicou.

Ontem, reportagem do Campo Grande News mostrou que o buraco com 1,5 metro de profundidade e três de largura está causando transtornos. O ex-secretário explicou que existe uma tubulação antiga, da época da administração do ex-prefeito Lúdio Coelho, que não comporta mais o volume atual de águas e por isso se rompeu com as chuvas, formando o buraco.

O atual titular da Seintrha, Semy Ferraz, disse ontem que será feita obra emergencial no local. O vereador Edil Albuquerque (PMDB) reagiu. “Tenho informações do De Marco de que a obra já está licitada e está tudo pronto para que se iniciem as intervenções, sem a necessidade de novas licitações ou realização de obras emergenciais. Vamos fiscalizar a execução do trabalho para que se cumpra o que está previsto”, declarou o parlamentar. 

O prefeito Alcides Bernal e Semy vão fazer vistoria hoje à tarde na avenida. A revitalização na Júlio de Castilhos exigiu um investimento de R$ 18 milhões e começou em agosto de 2011, com a previsão inicial de terminar em 14 meses, sendo dividida em 10 etapas. Do montante da verba para as obras, 95% vieram do Pró-Transporte e 5% do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

 

Foco é concluir obras da Júlio de Castilhos e do Complexo Cabaça, diz Semy
O novo secretário de Infraestrutura e Habitação, Semy Ferraz garantiu o foco da administração de Alcides Bernal é concluir as obras que estão trazend...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


18 milhões foi pouco para manter as obras nesse final de ano. Ou seria depois das eleições?
A verdade é que as máquinas não circulam com a mesma frequência de antes em direção aos bairros. Há quem diga que é modernidade: "Metrô e piscinas chegando pra região oeste da capital". A que era na frente do Comper mudou para esquina com a Av Capibaribe que, por sinal, recebe o acesso de todos que seguem da região do Jd Aeroporto rumo ao Centro. Os moradores agora passam por ela para depois retornarem à Júlio de Castilhos cruzando por mais um belo semáforo que está sendo instalado na esquina com a R. Tordesilhas. Que urbanista maravilhoso nós temos. Falando em semáforos, o que havia na esquina com a Av. Pinto D'água não durou 4 meses. Devem ser muito baratos esses semáforos.
DE OLHO NO MS!
 
Carlos Silva em 03/01/2013 20:52:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions