A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/04/2013 11:32

Bernal diz que não vai conceder reajuste de 31,68% aos professores

Francisco Júnior

O prefeito Alcides Bernal (PP) disse que não tem condições de conceder o aumento de 31,68% reivindicado pelos professores do município. Hoje (27) pela manhã, ele se reuniu com a diretoria da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública).

De acordo com o presidente do sindicato, Geraldo Alves, durante a reunião, o prefeito apresentou a situação financeira da Prefeitura e garantiu que não tem recursos para o percentual pedido pelos professores.

Conforme o sindicalista, o índice de 31,68% é o que falta para o salário dos docentes da Capital se igualar ao piso nacional. “Hoje o salário de um professor é de R$ 1.192,00, queremos o aumento de 31.68% para chegar aos R$1.567,00 que é o piso nacional”, explicou Geraldo informando que a data-base da categoria é dia 1º maio. 

No entanto, a ACP que implantar o piso para 20 horas de jornada. A lei nacional prevê a medida para 40 horas.

Diante da negativa do prefeito, Geraldo explicou que o reajuste será discutido em assembleia geral da categoria. “Nós, da diretoria, não temos esse poder de decisão. Isso fica a cargo de toda a categoria”.

Uma nova rodada de negociação entre o prefeito e os professores será feita na segunda-feira (29), às 14 horas. O local ainda não foi definido.

Porém, o sindicato já marcou uma reunião geral com os representantes das 96 escolas municipais para repassar o que foi definido com o prefeito.

Além do prefeito e da diretoria da ACP, estavam presentes na reunião os secretários Ricardo Ballock (Administração), Wanderley Ben Hur (Planejamento e Finanças) e José Chadid (Educação).

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Esse prefeito é igual ou pior do os outros.
Eduacação mesmo é só na promessa.
 
João Luiz em 28/04/2013 09:42:31
A Prefeitura de Campo Grande não é composta só de professores, mas de aproximadamente 30 segmentos de classe. O Prefeito valoriza tod@s! Devemos discutir uma planilha orçamentária condizente com a LDO da gestão passada por abrangência de todos os trabalhadores. Creio que isso será feito. Não sou expert no assunto, mas imagino que seja assim... se estiver errada, me corrijam.
 
Maria Rocha em 28/04/2013 09:19:41
Caro Carlos
Desculpa ter que dizer que a Vossa Senhoria esta mal informada. O Senhor não conhece a luta dos Profissionais da Educação dessa Capital, por essa razão não pode falar. " Daquilo que não conheço devo me calar". Nos governos anteriores lutamos muito e tivemos muitas conquistas, não só para a categoria, mas para a população como um todo. O ano passado por exemplo a nossa parada, que não foi greve, foi de três dias. Independente do partido que ocupe a cadeira do Executivo, nós professores sempre estaremos na busca de uma Educação Pública de Qualidade e do lado dos que defendem a Educação. Como Profissionais da Educação não temos partido, temos Sim Causa. UMA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE.
 
Lauro Cristiano Guedes da Silva em 28/04/2013 04:39:47
Não se esqueçam que esse ano o vereadores aumentaram seus salários em 60% se esses parasitas podem, porque não os professores que são a base do desenvolvimento de um pais.
 
walter oliveira em 27/04/2013 20:44:08
Desculpe mais eu não entendi, querem igualar o piso nacional de salário, mais querem trabalhar menos que a média nacional ? essa informação esta no final da reportagem, e tem uma observação "não esta sendo levado em consideração",média nacional 40h e aqui é 20 h entendo que direito adquirido não pode ser retirado mais se já trabalham menos que a média nacional, será mesmo que terão direito que trabalhar menos que o resto do Brasil? 5 dias por semana é somente 4 horas por dia para dar 20 h.é isso mesmo ?
 
theodore abu em 27/04/2013 20:13:30
Se a prefeitura está pagando pouco kkkkkk
imagina o Estado kkkk é uma vergonha!
 
tatiana costa em 27/04/2013 19:46:06
Pois é Carlos Gomes a nossa luta vem de muito tempo. Você trabalha o dia inteiro para ter um piso de 1.500,00? O que estamos pedindo é o que precisamos para alcançar o piso nacional que é LEI federal do governo Lula. Começamos a melhorar no governo passado e agora queremos continuar tendo apoio desse governo. É fácil falar sem ter conhecimento do assunto. Difícil é viver com esse salário miserável.
 
Adriana Gomes Gusman em 27/04/2013 16:54:48
Desinformado Carlos Gomes, se você realmente acompanha a categoria dos professores,estaria a par de nossa luta a muitos anos. Saberia de nossas dificuldades nas salas de aula em mas condições, super lotadas e a grande indisciplina dos alunos, lidando com alunos usuarios de drogas e muito mais.
 
Alessandra Faria em 27/04/2013 16:12:13
Esse tal prefeito deveria é ñ dar aumento para a categoria dele e valorizar ais os professores porque se ele está na prefeitura agora foi graças a um professor.
Já esse senhor Carlos Gomes está equivocado e ñ anda lendo as notícias pq o aumento pedido pelos professores já foi concedido no mandato anterior. Me poupe...
 
ADRIANA APARECIDA DE LIMA em 27/04/2013 16:10:38
Me desculpem os professores, mas eu não sabia que vocês recebiam tão pouco, é uma vergonha, por tudo que fazem para o crescimento do cidadão.
 
Juarez Goncalves em 27/04/2013 15:28:29
Ah, este homem e sua equipe de despreparados só estão fazendo besteiras. A cidade inteira está sofrendo com isso, além de estar suja a mal cuidada. Agora também os cidadãos terão que aguentar esta corja despreparada, não vai me surpreender nada, se daqui há pouco a própria população começa a fazer justiça com as próprias mãos, através de atos de vandalismo, como os que ja ocorreram na cidade. ACORDA BERNAL, A POPULAÇÃO ESTÁ INSATISFEITA E VOCÊ ESTA PIORANDO COM ESTAS ATITUDES, DINHEIRO PARA AJUSTE DE SALÁRIOS DE PROFESSORES QUE GANHAM UMA MISÉRIA A PREFEITURA TEM SIM!
 
Ana Paula em 27/04/2013 15:19:26
Nosso prefeito bem que podia cumprir as promessas de campanha e valorizar os professores. O piso por 20h não está mais em discussão pq já foi negociado em acordos anteriores. Prefeito nenhum pode retirar direitos adquiridos e o piso por 20h já foi aprovado na última negociação salarial.
 
elizete iran em 27/04/2013 15:16:56
Podeira tirar do aumento dos vereadores e repassar aos professores em!
 
Junior Ferreira em 27/04/2013 14:49:14
Qual a proposta apresentada pelo prefeito a categoria? No encontro de hoje vocês (representantes da ACP) deveriam ter solicitado uma contra proposta. Ele apresentou? Nos veículos de comunicação não mencionam nada, só dizem que o aumento será acima a inflação, ou seja, pode ser de 7%. O Sindicato tem que exigir uma contra proposta do Prefeito.
 
LAURO CRISTIANO em 27/04/2013 13:59:00
Ninguem mais do que eu, tenho criticado esse BIPOLAR, mas agora os professores querer 31.68% de aumento e PIADA, pq nao fizeram greve nas administracoes anteriores. Nao e facil desse jeito de um lado um BIPOLAR, do outros uma categoria que nao exigiu seus direitos nos ultimos 16 anos, agora querendo prejudicar os alunos ameacando GREVE.
 
Carlos Gomes em 27/04/2013 13:58:50
“O Brasil só vai deixar de ser um país tão atrasado quando a educação for valorizada. O professor é uma das classes que menos ganha e é a mais importante. O Brasil cria gerações de pessoas ignorantes porque não valoriza a Educação. E seus professores. Não há interesse de que a população brasileira deixe de ser ignorante. Há quem se beneficie disso. As pessoas que comandam o País precisam passar a enxergar isso. A Saúde é importante? Lógico que é. Mas a Educação de um povo é muito mais.”.
Romário. Ex-jogador de futebol. Deputado Federal
Fim
 
Cristiane Freitas em 27/04/2013 13:05:02
Saber que o município tem dinheiro para dar 61.97% de aumento para os vereadores, passou de 9.280 para 15.031. Detalhe para ser vereador, só precisa ser alfabetizado. E o professor? Nível superior, especialização, formações continuadas e temos que engolir que a prefeitura não tem dinheiro? Até quando será está desvalorização dos educadores?
 
Cristiane Freitas em 27/04/2013 12:53:44
Não foi aqui no Campo Grande News, que li ONTEM que o aumento seria "fantástico" iria "surpreender", e agora?
 
Daniel Dorli Silveira Duarte em 27/04/2013 12:14:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions