A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/11/2013 18:21

Bernal manobra para reduzir salário de funcionários que vão atuar em Ceinfs

Zana Zaidan e Kleber Claujus

Após uma série de erros constatados no edital de abertura de concurso público para contratação de servidores municipais, a prefeitura de Campo Grande retificou a publicação hoje (21). No entanto, para pagar salários menores e com nível médio, o prefeito Alcides Bernal (PP) autorizou uma manobra para contratar os profissionais dos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) com nível e não superior, interrompendo um processo de elevar a qualidade do ensino nas creches.

Três cargos considerados irregulares foram suprimidos – atendente de berçário, educador infantil e recreador. No total, seriam 200 vagas para os três cargos, todos com exigência de nível médio e salário de R$ 881,40 para carga horária de 40 horas semanais, e atuação nos Ceinfs.

No entanto, no novo edital, a prefeitura remanejou estas mesmas vagas, usando uma nova nomenclatura: monitor de alunos. Agora, são 250 vagas – 225 para mulheres, e 25 para homens, com o mesmo salário, R$ 881,40, de patamar de nível médio. Hoje, o piso na Reme (Rede Municipal de Ensino) é de R$ 1.983 para 20 horas.

A correção só foi feita porque entidades que representam os profissionais da educação expuseram o erro à Comissão de Concursos da Escola de Governo do Município de Campo Grande. Agora, o número de vagas oferecidas caiu de 466 para 367.

O Ministério da Educação exige nível superior para lecionar na Educação Infantil. “O grau de educação acadêmica varia de acordo com a área pretendida e, apesar de antes ser permitido, hoje não se pode mais contratar profissionais de nível médio, só com nível superior”, explica o presidente da ACP - sindicato que representa os professores da Capital - Geraldo Gonçalves, um dos que recorreu à comissão organizadora do concurso.

Desqualificação da mão-de-obra - A publicação do edital gerou polêmica na sessão de hoje da Câmara de Vereadores. Carla Stephanini (PMDB), presidente da Comissão Permanente de Educação, afirmou que as informações constantes do edital geram desmoralização para a categoria. “Podem ser um subterfúgio para contratar mão de obra qualificada pagando menos, sem seguir normativas educacionais já vigentes”, opinou.

Já a professora e vereadora Rose Modesto (PSDB) ressalta que este é “sem dúvida, mais um erro sendo cometido pelo Executivo na educação, o que reforça o posicionamento do partido em se manter fora desta administração”, comenta.
O primeiro erro, de acordo com Rose, é não ter transferido a gestão dos Ceinf’s exclusivamente para a Semed, mas mantê-la em situação compartilhada com a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social).

“O prefeito precisa atender a política nacional de educação para que os professores exerçam papel socioeducativo de, não somente cuidar, mas também educar nossas crianças”, finalizou Stephanini.

"Urgência" de contratações – Conforme Gonçalves, a justificativa da Comissão para os erros foi “uma urgência da prefeitura em cumprir uma exigência do Ministério Público, que pode ter feito eles colocarem os pés pelas mãos”.

“A Semed (Secretaria Municipal de Educação) justificou que até março de 2014 o convênio que existe entre a Seleta e a Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar) deve ser interrompido para cumprir um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado com o Ministério Público”, explica.

Prefeitura de Campo Grande abre concurso para contratar 466 servidores
A prefeitura de Campo Grande divulgou hoje (20) edital de abertura de concurso público para preencher o quadro de funcionários do município. São 466 ...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


Sou recreadora e estudante de pedagogia, venho relatar e na verdade desabafar relatando meu cotidiano no CEINF. O ano passado fiquei em uma sala de pré escola contendo 25 crianças de 4 e 5 anos de idade, havia eu de recreadora e um ótimo professor para desenvolver atividades educativas e lúdicas para as crianças, embora muitas vezes ele ficou sozinho na sala eu também fiquei sozinha, ele fazia meu papel e eu fazia o papel dele , mas conforme regime interno não era seguido, não pela gestão mas por um quadro de funcionários precário. Os professores tem 7 horas para planejar e recreadores que também são obrigados e por segurança e organização planejam, só que 2 horas. Então professores e recreadores vejam se preparem na falta de profissionais vão ficar sozinhos as vezes e deprimidos bláblá
 
TALITA DA SILVA DE OLIVEIRA em 31/01/2014 22:38:07
Onde esta a atuação do Sindicato dos Professores em relação a qualidade de atendimento da Educação, basta o Grande Mentor da administração mudar o nome do cargo e ai fica tudo bem, para que ele quer tantos monitores em um só concurso com salários não respeitando o teto estipulado, por necessidade de termino de contrato com a SETAS levará profissionais não preparados para cuidar de crianças no CEINFS, e fica por iso mesmo?
 
ZELIA LEAL em 04/12/2013 10:59:49
ENQUANTO ISSO SEU SLOGAN CONTINUA...AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR! NÃO QUERIAM MUDANÇAS... MUDANÇAS ESTÃO POSTAS E PRONTAS PARA TODOS...INCLUSIVE PARA AS PESSOAS QUE NÃO PEDIRAM TAIS MUDANÇAS!
 
Simone de Medeiros em 22/11/2013 11:10:14
Para os que nao sabem, Monitor de Alunos é um cargo que jé existe para a Secretaria de Educação SEMED, atende os mesmos requezitos de editais passados é só pesquisar ao invés de ficar tentando acertar em uma critica.
 
Helton Maximo Rabelo em 22/11/2013 10:44:19
Obrigado Roni pelo apoio... Mas veja bem a jogada da prefeitura... Vc notou q eles não abriram concurso para professor de Educação Infantil agora pq nosso concurso vence em 25/01/2014... A prefeitura só está esperando o concurso vencer para abrir outro para professor... E enquanto isso fica tentando de todas as formas e fora da lei inclusive, tapar o buraco enoooorme que está nos Ceinfs.... Porque está faltando professores, e MUITOS!!! Então eles estão querendo colocar monitores, que o salario é beem mais baixo (e as crianças pelo jeito é o q menos está importando nesse momento, a forma como serão atendidas) e quando vencer o concurso vigente, o de 2009 eles ja lançarem outro... só acompanha pra vc ver se não é exatamente essa a jogada... E as pessoas em ULTIMO LUGAR. Triste + é REAL!!!
 
Monica marques em 22/11/2013 10:38:40
Apesar de existir um banco de profissionais de Educação aptos e habilitados em concurso público.2009 para prontamente assumirem seus respectivos cargos,e que o secretario de Educação concedeu varias entrevistas afirmando q nos chamaria, o que temos visto é só contratos e mais contratos temporários de professores e agora este edital oferecendo 250 vagas para monitores. A Prefeitura precisa atender a política nacional de educação para que os professores exerçam papel socioeducativo de, não somente cuidar, mas também educar nossas crianças... Com Profissionais com formação para isso como exige a lei... O q mais nos revolta são como sempre as falsas promessas... Nas eleiçoes o atual prefeito vivia dizendo q na gestão dele a preferencia seria os concursados... E agora faz td ao contrario....
 
Fernanda Pires de Alencar em 22/11/2013 10:24:10
Este edital fere a legislação nacional em vigor, LDB9394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, onde em seu art 29 afirma “A educação Infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de até 5 (cinco) anos, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade.” Portanto esses cargos que estão sendo oferecidos faz parte da educação básica, devendo ter PROFESSORES DE EDUCAÇÃO INFANTIL, no atendimento às crianças, enquanto direito. Este fato é um retrocesso na Educação Infantil na nossa capital. Enquanto professores aprovados no concurso.2009 ficam esperando para tomar posse no que ja foi conquistado por direito, a Prefeitura fica fazendo essas palhaçadas... Lamentável...
 
Marcela Nantes em 22/11/2013 10:04:01
Professores que estão aguardando Posse do Concurso.2009...
Este edital do dia 20 serviu para comprovar que de fato existem as vagas puras (as nossas, que tantos temos lutado para assumir) e que no ano de 2014 vai aumentar ainda mais estas vagas por causa da Legislação do 1/3 de planejamento... O que para nós fica claro, é que a prefeitura nesse tempo de 1/3 que o Professor estiver fazendo o planejamento, ( e o certo seria ter um outro professor habilitado na sala de aula para ficar com os alunos) quem vai ficar com as crianças serão os monitores ( q o custo é bem menor, pq é nível médio) tirando desta forma o direito que a Educação Infantil ja conquistou através da LDB... A criança deve ser cuidada e educada por profissional com formação para isso. Descaso total com as pessoas...
 
Paula Sales em 22/11/2013 10:00:28
conforme LDB 9394/96 art. 29“A educação Infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de até 5 (cinco) anos, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade.” Portanto esses cargos que estão sendo oferecidos faz parte da educação básica, devendo ter PROFESSORES DE EDUCAÇÃO INFANTIL, no atendimento às crianças, enquanto direito. A prefeitura tentou de um jeito querendo que profissionais com nivel superior exerçam a função sendo pagos como nível médio e não deu certo, e agora então, estão fazendo de outro....Infringindo desta forma o direito da criança de ser atendida por um profissional habilitado (Pedagogia,Licenciatura Plena) conforme já mencionei acima a LDB 9394/96.
 
Fabiana Loren em 22/11/2013 09:55:05
Educador infantil , seria por acaso um pedagogo??? ou estou enganada? como pode um edital tao confuso...atendente de berçario e educador infantil para desenvolver e participar da elaboraçao da proposta e trabalhos pegagogicos.. Isso é um professor/pedagogo...Nivel medio????40 h semanais???isso abre uma discussão...os que la ja estao trabalhando 20h tem a mesma funçao e salarios maiores...quem vai se sujeitar a isso??? VC ta DOIDAO BERNAL...Arruma esse edital..Valoriza a educaçao de nossas crianças...Vc deve isso a Campo Grande!!
 
Lucelia SIva em 22/11/2013 09:48:49
Se a prefeitura abrir novo concurso deverá chamar primeiro os que estão na reserva do concurso vigente. Não percam tempo procurem o Judiciário e façam valer os seus direitos. Vejam o que diz a CF/88:
...
Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
...
IV - durante o prazo improrrogável previsto no edital de convocação, aquele aprovado em concurso público de provas ou de provas e títulos será convocado com prioridade sobre novos concursados para assumir cargo ou emprego, na carreira;
 
Roni Borges em 22/11/2013 09:20:55
Vota NO BERNAL ele è a solução è a mudança.....Palhaçada acorda CAMPO GRANDE futura DOURADOS......kkkkkkkk
 
idalmir costa em 22/11/2013 09:11:40
Por que ele não manobra para diminuir o salario dos assessores dele?
 
celio ribeiro em 22/11/2013 08:34:28
Os monitores são necessários,já que as crianças são bem pequenas.Eles dão banho, levam ao banheiro, colocam para dormir, auxiliam na alimentação e brincam com eles.Já os educadores se encarregam da parte lhes cabe que é o lúdico e educacional.E um professor não pode abandonar a turma quando um quer ir ao banheiro ou dormir,o monitor se encarrega disso.Não tem porque contratar professores para desenvolver tarefas que podem ser executadas por alguém sem nível superior.Isso abre oportunidades para estudantes e interessados em trabalhar.
 
Marcia França em 22/11/2013 08:22:11
A legislação federal ainda não foi regulamentada no município e a administração não pode executar diferente do que está previsto nas leis aprovadas pela Câmara Municipal. O concurso tem por objetivo substituir, os atuais administrativos que atuam nos CEINF's desempenham funções de auxiliar e de apoio aos docentes, e que, lamentavelmente, as outras gestões não ofereceram concurso público como manda a constituição federal e o estatuto dos servidores, perpetuando "convênios" com a OMEP e SELETA, por mais de dez anos, porque era conveniente para as gestões anteriores e que hoje criticam a "correção", de seus erros, que é exigência do Ministério Público Estadual.
 
Gabriela Nunes em 22/11/2013 08:06:57
Que vergonha prefeito!!! Isso demonstra, mais uma vez, que vc não está nem um pouco preocupado com a educação de nossas crianças. Será que vc não sabe que a base para um mundo melhor começa pela educação que as crianças recebem desde os primeiros anos de sua vida escolar??? Mostra mais uma vez que vc é despreparado para exercer a função de um administrador. O povo já está cansado dessa sua falta de competência. Vc disse que veio para fazer a diferença, sair da mesmice que a capital vivia nas administrações passada. Agora estamos vendo que essa diferença está nítida, é para PIOR!!!!
 
Marcílio dos Reis em 22/11/2013 07:36:39
Mas esse cara só faz besteira. Depois vem dizer que é perseguição política.
 
Sergio Arantes em 22/11/2013 07:26:51
Olá bom dia,faz um ano e seis meses que me formei em pedagogia,na cidade de Ribeirão Preto - SP concordo plenamente em que funcionários devem sim ter uma formação acadêmica,pois o mercado é competitivo demais.E não só por isso,mas também exercer seu papel de educador.Ou seja não serem somente cuidadores e sim transmitir o conhecimento.
 
Eliana Cristina Vasconcelos em 22/11/2013 06:18:18
Lamentável o retrocesso q vem sofrendo nossa cidade na area da Educação Infantil.... Onde Enquanto existem 222 professores aprovados em concurso vigente q vai vencer em 25/014/2014, capacitados para assumirem os cargos, a prefeitura nega o direito de posse e fica querendo contratar qualquer tipo de serviço por mão de obra barata.... Cadê a Educação de qualidade???? Nós profissionais da Educação que estamos prontos e preparados para assumirem os cargos, vemos td isso e estamos de mãos atadas sem podermos fazer nada contra um sistema que leva o Slogan de "As Pessoas em primeiro lugar" e querem tirar até mesmo o direito das crianças pequenas que ja foi conquistado.... Alguém tem q parar esse sistema, até quando vamos ficar vendo td isso e nda se resolver??? Indignada, Enojada... ABERRAÇÃO!!!
 
Maria Clara em 21/11/2013 22:37:28
ENTÃO....O ESPERTO FAZ ESSAS BURRICES E DEPOIS É CULPA DO ANDRÉ, DO NELSINHO, DO PMDB, DA MULA SEM CABEÇA, DO SACI PERERE ETC ETC E ETC....DAI VEM OS BERNALDETES DEFENDER E ARRUMAR AS DESCULPAS MAIS ESFARRAPADAS PARA TENTAR DEFENDER O INDEFENSAVEL!!!!!
 
Jorge Wagner em 21/11/2013 21:39:41
E o sindicato dos professores, vai fazer alguma coisa?
Outra coisa, qual o nível de profissional que vai trabalhar 40 horas por dia, para ganhar essa micharia? BERNAL, SEMPRE PROCURANDO JEITINHO!!!!!
 
Janderson Neris Alves em 21/11/2013 21:07:14
SOU PROFESSORA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E PASSEI NO CONCURSO DE 2009 E ESPERO ATÉ HOJE PARA TOMAR POSSE ;HÁ SÓ CONVERSA POR PARTE DO PREFEITO E DO PRESIDENTE DO NOSSO SINDICATO.VIVEM PROTELANDO A DATA DA NOSSA POSSE .É UMA VERGONHA O QUE TA ACONTECENDO COM A EDUCAÇÃO INFANTIL CE NOSSA CIDADE.
 
sonia farias em 21/11/2013 19:46:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions