ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Bombeiros retomam buscas por menino que desapareceu em rio

Os militares utilizam caiaque e os trabalhos começaram a partir do ponto em que as vítimas foram levadas pela força do rio

Por Viviane Oliveira | 05/12/2020 07:12
Buscas pela crianças começaram ontem no fim da tarde (Foto: Paulo Francis)
Buscas pela crianças começaram ontem no fim da tarde (Foto: Paulo Francis)

O Corpo de Bombeiros retomou, por volta das 6h deste sábado (5), as buscas pela criança de 8 anos que desapareceu no Rio Anhanduí, na região do Jardim Centenário, em Campo Grande. Como choveu muito durante à noite, o rio está cheio. Situação que pode dificultar os trabalhos dos bombeiros.

Os militares utilizam caiaque e os trabalhos começaram a partir do ponto em que as vítimas foram levadas pela força do rio, atrás da casa da criança. Se houver necessidade, mergulhadores também farão buscas no fundo do leito onde houver profundidade.

Desaparecimento - As buscas começaram ontem no fim da tarde, quando três pessoas, tio e sobrinhos, desapareceram no rio. As equipes só pararam depois que anoiteceu.

Tio e os dois sobrinhos que foram levados pela força da correnteza do rio foram vítimas de uma “cabeça d'água”. O fenômeno caracteriza-se pelo aumento repentino do nível de um rio, devido a chuvas nas cabeceiras do curso d'água. No momento do incidente não chovia no local, o que reforça ainda mais a tese do Corpo de Bombeiros.

O homem de 36 anos, identificado como Salomão, e o seu sobrinho de 15 anos, foram encontrados caminhando na Avenida Gunter Hans, depois de conseguirem sair do rio. Já o menino mais novo continua desaparecido.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário