A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

10/10/2018 09:42

Bombeiros socorrem catadora que diz ter sido picada por cobra

Ela foi picada quando recolhia materiais recicláveis na região do Jardim Montevidéu

Izabela Sanchez
Vítima foi socorrida na Rua Charim, no bairro Montevidéu (Izabela Sanchez)Vítima foi socorrida na Rua Charim, no bairro Montevidéu (Izabela Sanchez)

Célia Regina de Brito, 51, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros na manhã desta quarta-feira (10), com a mão inchada e febre, após uma picada que ela acredita ser de uma cobra. O caso aconteceu na região do Jardim Montevidéu, em Campo Grande, quando Célia, que é catadora, procurava por materiais recicláveis.

Conforme explicou a irmã de Célia, Conceição da Silva, 59, o local tem muito lixo e Célia afirmou ter visto “a cara da cobra”. Outro catador de recicláveis, Moacir Gonçalves, 57, relatou já ter sido quase picado e que já viu cobras “com uma coloração marrom” no local.

Sargento do Corpo de Bombeiros, Eduardo Lopes explicou que não é possível ter certeza se a picada foi de cobra. Para os bombeiros, afirmou, Célia relatou “não ter visto direito”.

O sargento afirma que poderia ser algum inseto que cause reação alérgica, e que as picada de cobra deixam dois furos profundos. A catadora foi encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions