A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

14/06/2018 20:16

Bope e Garras da Capital estão a caminho de cidade onde prefeito foi baleado

Adriano Fernandes
Familiares de Dirceu que estavam em casa na hora do crime, viram ao menos um homem de capacete fugindo, após os disparos. (Foto: Divulgação  Prefeitura de Paranhos) Familiares de Dirceu que estavam em casa na hora do crime, viram ao menos um homem de capacete fugindo, após os disparos. (Foto: Divulgação Prefeitura de Paranhos)

O governador Reinaldo Azambuja determinou que policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e Garras (Del. Esp. Rep. a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) se desloquem até Paranhos para ajudar nas buscas pelos pistoleiros que atiraram no prefeito da cidade, Dirceu Bettoni (PSDB), esta noite (14).

Por conta do atentado a visita do governador Reinaldo Azambuja, nesta sexta-feira, dia 15, também foi adiada. Policiais militares e civis do município também estão em buscas pelos suspeitos, mas ainda não há informação de prisões.

Familiares de Dirceu que estavam em casa na hora do crime, viram ao menos um homem de capacete fugindo, após os disparos.

Atentado

Dirceu chegava em sua residência na Rua Marechal Dutra, no Centro da cidade quando foi surpreendido. Ainda segundo o Ponta Porã Informa, os familiares da vítima escutaram ao menos seis tiros, sendo que três atingiram o prefeito. 

Os disparos, supostamente de um calibre 38. acertaram a cabeça, boca e abdômen do prefeito, mas seu estado de saúde é considerado estável. Ele foi levado ao hospital da cidade, mas será encaminhado para Amambai, de onde será transportado de avião para a Capital. Informação extraoficial é de que o atentado tivesse relação com disputas de terra no Paraguai.

Dirceu Bettoni exerce o seu terceiro mandato como prefeito do município que fica a 469 quilômetros da Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions