A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

03/04/2018 11:32

Bope usa balas de borracha para libertar mulher presa por ex-marido

Os dois foram casados por 21 anos, têm uma filha de 18 anos e estão separados há 1 ano, mas vivem na mesmo imóvel

Viviane Oliveira e Mirian Machado
Homem foi preso em flagrante e levado para a casa da Mulher (Foto: Marina Pacheco) Homem foi preso em flagrante e levado para a casa da Mulher (Foto: Marina Pacheco)

O comerciante Ailton Kimio Miyaki, 51 anos, foi preso por ameaçar de morte e manter a ex-mulher de 44 anos em cárcere privado, por volta das 22h de ontem (2), no Conjunto Residencial Nascente do Segredo, em Campo Grande. O Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) foi acionado e precisou intervir usando balas de borracha e arma de choque. Os dois foram casados por 21 anos e têm uma filha de 18 anos. Eles estão separados há 1 mês, mas vivem no mesmo imóvel.

A vítima relatou à polícia, que o ex-marido não aceita a separação, é ciumento, possessivo e não quer sair da casa. Ontem, os dois começaram a conversar sobre o assunto, mas Ailton ficou nervoso e passou a ameaçar a mulher dizendo que a mataria e na sequência cometeria suicídio. O autor, que chegou a tomar suposto veneno para rato, se armou com uma faca e foi em direção a vítima.

Ela convenceu o ex a soltar a arma e tentou sair da casa, mas foi impedida pelo autor, que trancou o portão com uma corrente. Desesperada com a situação, a vítima conseguiu se trancar no banheiro do quarto. Em surto, o autor se apossou novamente de outra faca e começou a bater na porta. A vítima ligou para uma amiga pedindo por socorro. A Polícia Militar foi acionada.

Nilton resistiu a prisão e descontrolado arremessou vários objetos contra a equipe policial. O Bope, então, foi acionado. Após levantamento da área, a equipe entrou no imóvel e precisou utilizar bala de borracha e arma de choque para conter o autor.

Com suspeita de ter consumido veneno para rato, o homem foi levado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Leblon e depois encaminhado à delegacia, onde continua preso. A vítima solicitou medida protetiva. Nilton é usuário de drogas e está desempregado.

Segundo a delegada Fernanda Félix, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), o autor não tinha passagem pela polícia. Amanhã (28), Nilton passará pela audiência de custódia na Justiça, para definir se ficará preso esperando o andamento do inquérito e posterior processo ou se poderá responder em liberdade.

Nos primeiros três meses deste ano, já foram registrados oito casos de feminicídios no Estado, 1.552 crimes de violência doméstica e 328 casos de estupros. Delegada explica sobre o caso. Assista, abaixo, ao vídeo. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions