A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/08/2013 12:54

Campanha que teve início hoje quer reduzir índices de queimadas

Luciana Brazil e Evelyn Souza
A campanha foi lançada hoje no bairro Guanandi III. (Fotos: Cleber Gellio)A campanha foi lançada hoje no bairro Guanandi III. (Fotos: Cleber Gellio)
Só neste mês já foram registrados 50 focos de queimadas.Só neste mês já foram registrados 50 focos de queimadas.

Começa hoje (12) em Campo Grande a campanha “Só a sua atitude pode prevenir e deter o fogo”, que pretende reduzir o número de focos de queimadas na Capital. Os moradores do bairro Tarsila do Amaral serão os primeiros a receber a o projeto. Campo Grande é o terceiro município do Estado em número de focos de queimadas.

Lançada pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), em parceria com o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e o Ibama (Instituto Nacional do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis), a ação quer conscientizar a população sobre os perigos de atear fogo em terrenos baldios ou lixos.

A campanha terá início nas áreas próximas a parques estaduais e municipais. Escolas públicas e particulares também receberão a visita de equipes que distribuíram informativos.

Entre o dia 1° de janeiro a 5 de agosto deste ano já foram registrados 561 focos de queimadas em Campo Grande. Em 2012, foram registrados 831 focos de incêndio. No ano passado, o mês de agosto teve 212 focos, e setembro 199. Os meses são considerados os mais críticos do ano.

São cerca de 45 solicitações diárias, feitas ao Corpo de Bombeiros, para apagar focos de incêndio. Segundo o major Hugo Djan, apenas a metade delas é atendida, já que não há tantas de equipes. “Em todos os parques estaduais e municipais não existem brigadas de incêndio. É Corpo de Bombeiros que atende, além das outras ocorrências”.

Durante o lançamento, na manhã de hoje, no Parque Anhanduí, na saída para Sidrolândia, o titular da Semadur, Odimar Marcon, afirmou que o foco é passar pelos centros públicos, como parques e escolas. Além de trabalhar com os moradores das regiões próximas a esses parques, a ação também vai abranger os estudantes.

Segundo Marcon, os maiores problemas são os terrenos sujos, além das pessoas que costumam queimar o lixo. “Queimar o lixo é crime ambiental e as pessoas precisam começar a fazer Boletim de Ocorrência”. A pena para que ateia fogo nesses locais pode chegar a quatro anos de detenção.

As notificações, conforme Marcon, estão ajudando a diminuir a existência de terrenos sujos. Neste ano, o número de notificações já supera os dados do ano passado. Foram 6,7 mil notificações em 2012. Neste ano, já são mais de 8 mil.

Segundo a Semadur, 70% dos locais que recebem as notificações são limpos e os que não limpam recebem a multa.

Para denunciar terrenos baldios sujos o número é 156. O telefone é nacional, mas Marcon diz que já se estuda a possibilidade de regionalizar o atendimento. Já a se a denúncia for de queimadas, a população pode ligar diretamente para o Corpo de Bombeiros.

O Ibama doou ao projeto10 abafadores e três bombas costais usadas no combate a queimadas. Uma equipe de brigadistas, cerca de 40 pessoas, está sendo montada para atuar nos parques. A equipe terá um carro da Defesa Civil disponível no trabalho de combate aos focos.

Estiveram presentes no lançamento o major Noleto da Defesa Civil, o presidente da associação dos moradores do bairro Aero Rancho, o chefe dos escoteiros do Atalaia do Pantanal, além de diretores de escola da região e o representante do Departamento de Política Sustentáveis e Educação Ambiental da Semadur, Raimundo Moreira de Araujo.



POR INCRÍVEL QUE PAREÇA, MAS AO LADO ONDE FOI LANÇADO HOJE ESTA CAMPANHA, HÁ UMA ÁREA DA PREFEITURA, TOTALMENTE ABANDONADA, ONDE SÃO DESPEJADAS TONELADAS DE ENTULHOS DIARIAMENTE E A NOITE SÃO INCENDIADAS CAUSANDO TRANSTORNOS PARA TODOS OS MORADORES DA REGIÃO BAIRRO GUANANDI. NÃO ADIANTA A SEMADUR TAMPAR O SOL COM A PENEIRA.!!!!!
 
EDINALDO VIANA em 12/08/2013 17:55:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions