ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  09    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Campo Grande é a 7ª melhor capital do Brasil para se viver, diz pesquisa

Cidade morena tem o 4º melhor índice em segurança e mostrou evolução em vários setores ao longo de uma década

Por Anahi Gurgel | 07/05/2017 17:21
Tarde de domingo no Parque das Nações Indígenas; infraestrutura urbana é um dos destaques de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)
Tarde de domingo no Parque das Nações Indígenas; infraestrutura urbana é um dos destaques de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)

Campo Grande é a 7ª melhor capital do País para morar, por oferecer serviços de qualidade nas áreas de saúde, saneamento básico, sustentabilidade, educação, cultura e, principalmente segurança, ficando entre as 4 melhores nessa categoria. 

É o que mostra o estudo Desafios da Gestão Municipal, divulgado pela consultoria Macroplan no fim de abril. A capital sul-mato-grossense só fica atrás de Curitiba, considerada a melhor para se morar atualmente, Florianópolis, Vitória, Belo Horizonte, São Paulo e Palmas.

Ou seja, Campo Grande ficou à frente de capitais como Rio de Janeiro, Porto Alegre, Goiânia e Fortaleza. No ranking geral dos maiores municípios, ocupa a 34ª posição.

O levantamento avaliou entre 2005 e 2015 as 100 maiores cidades do país, com mais de 266 mil habitantes, que representam metade do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Para a análise, a consultoria usou como referência um índice que reúne 16 indicadores nas áreas de educação e cultura, saúde, segurança e saneamento e sustentabilidade.

Varia de 0 a 1, quanto mais próximo de 1 melhor o desempenho do município. Em dez anos, Campo Grande passou da 44ª posição geral para 34ª, considerando o ranking das 100 maiores.  

Por categoria, a cidade morena figura entre as 4 melhores do país em segurança, a 9ª em educação e cultura, e conquistou a 6ª posição na categoria saúdeEm saneamento e sustentabilidade, Campo Grande também figura entre as dez melhores, na 8ª colocação do ranking. 

O estudo está na sua 2ª edição e permite que, a partir da análise comparada e temporal das maiores cidades brasileiras, identifique-se desafios, boas práticas e soluções para a superação dos entraves ao desenvolvimento dos municípios. 

Tem como fonte os dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Data SUS (Sistema Único de Saúde e SINS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento). 

Campo Grande é a 7ª melhor capital do Brasil para se viver, diz pesquisa

Muito a melhorar - Para o prefeito Marquinhos Trad (PSD), os números, ainda que posicionem Campo Grande entre as dez melhores capitais do Brasil, poderiam ser mais positivos.

"Poderíamos ter ainda mais destaques se não fosse  a falta de competência administrativa e, sobretudo, os contratempos que as nossa cidade passou nos últimos anos, tanto no âmbito do executivo quanto do legislativo", disse.

"Está havendo mudança, mais harmonia e conjunção de pensamentos entre esses poderes. É muito nítido que quando os dois caminham lado a lado, a cidade tende a se desenvolver", acredita.

Ele vê com desconfiança os dados referentes à segurança de Campo Grande, que projetaram a cidade ao 4º lugar no ranking geral.

"Tenho visto uma onda crescente de violência na cidade e estado. Imaginei que nossos parques poderiam contribuir para uma melhor colocação em outros quesitos, já que recuperamos boa parte deles, ainda que seja necessário melhorar a estrutura e a manutenção", conclui. 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário