ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Capital cria comissão para implementar ações de igualdade racial

Diário extra trouxe criação da Comissão Permanente de Acompanhamento e Avaliação da Implementação de plano

Por Lucia Morel | 04/12/2023 18:45
Bonecas abayomi confeccionadas por alunos da rede municipal. (Foto: PMCG)
Bonecas abayomi confeccionadas por alunos da rede municipal. (Foto: PMCG)

Secretarias municipais juntamente com entidades privadas e órgãos do Judiciário vão implementar junto ao Poder Público Municipal o Plano Municipal de Políticas de Promoção para a Igualdade Racial, criado por meio do Decreto n. 14.737, de 14 de maio de 2021, denominada Comissão Plampir. Diário Oficial extra trouxe a criação da Comissão Permanente de Acompanhamento e Avaliação da Implementação do plano.

Ele leva em conta o Decreto Federal n. 6.040, de 7 de fevereiro de 2007, que Instituiu a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais e visa o “reconhecimento, a valorização e o respeito à diversidade socioambiental e cultural dos povos e comunidades tradicionais, levando em consideração, entre outros aspectos, os recortes de etnia, raça, gênero, idade, religiosidade, ancestralidade, orientação sexual e trabalho atividades, entre outras”.

Assinado pela prefeita Adriane Lopes (PP), o decreto que cria a comissão estabelece que ela vai fomentar e promover políticas públicas que favoreçam a articulação conjunta nas esferas da administração pública municipal integradas com organismos e entidades da sociedade civil, do poder legislativo e judiciário, para incentivar ações de valorização da igualdade racial.

A comissão vai ainda assessorar o Poder Executivo Municipal, para estruturar e articular ações afirmativas para a igualdade racial e justiça social, “ao reconhecê-los como cidadãos plenos e assegurados de direitos, respeitado as diretrizes da política nacional para esse segmento específico da população”.

Diversas secretarias e autarquias formam a comissão, associações quilombolas, e ainda a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional MS; Defensoria Pública; e Ministério Público de Mato Grosso do Sul. A coordenação do grupo ficará a cargo da Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos, através da Coordenadoria de Políticas de Promoção para a Igualdade racial.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias