A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/01/2013 08:07

Casa vira depósito de lixo e provoca medo e queixas de moradores

Mariana Lopes
No quintal da casa de Valdeci o lixo tomou conta, mas ela garante que não tem mosquito e nem outros insetos (Fotos: Luciano Muta)No quintal da casa de Valdeci o lixo tomou conta, mas ela garante que não tem mosquito e nem outros insetos (Fotos: Luciano Muta)

Montanhas de lixo espalhadas pelo quintal. Assim é a fachada da casa da aposentada Valdeci Martins, 82 anos, localizada na rua Joá, na Vila Sobrinho, em Campo Grande. Embora ela não se importe de viver nesta situação e diga que os entulhos juntados não tragam problemas à saúde e nem contribua com a infestação de animais peçonhentos, os vizinhos dela acham ruim e afirmam que não aguentam mais o mau cheiro que vem do quintal.

Segundo Valdeci, ela compra os entulhos, entre jornal, papelão, garrafas e outros materiais recicláveis, de um depósito e revende. O problema, citado pelos outros moradores, é que ela não repassa tudo o que pega e amontoa os dejetos. "Com essa epidemia de dengue, dá medo ter uma vizinha assim. Não adianta nada eu manter meu quintal limpo", reclama a dona de casa Marilena Silva Rondon, de 63 anos.

A dona da casa rebate: "Não tem água parada aqui, então não tem como ter mosquito da dengue", garante a dona dos entulhos. Afirmação que ela própria contradiz. "Aqui tinham quatro tambores que eu armazenava água da chuva, que era usada para lavar roupa, tomar banho, lavar a louça, para economizar a água da rua, mas o vizinho esvaziou os tambores na bala", conta.

O vizinho citado, que preferiu não se identificar, confirma a história de Valdeci. "Não tinha condições de ficar aquela água parada, sem contar o lixo todo, chega no final da tarde a gente já arma a raquete e o veneno, porque não tem condições", conta. Mas a maior reclamação do morador é em relação ao mau cheiro que vem do quintal da idosa. "Cheira carniça", comenta.

Revoltados com o "lixo a céu aberto" que se transformou na Vila Sobrinho, os moradores dizem que já pediram limpeza para a Prefeitura e também já acionara o CCZ (Centro de Controle de Zoonose), mas até agora nenhuma providência foi tomada.

De acordo com os moradores, a situação perdura há pelo menos três anos. Valdeci conta que se mudou para a casa dela em 1950 e é uma das moradoras mais antigas da rua.

No portão da casa de Valdeci, o corredor com as monstanhas de lixo dos dois ladosNo portão da casa de Valdeci, o corredor com as monstanhas de lixo dos dois lados
Valdeci argumenta que os tambores com água da chuva ela aproveita para laçar roupa e louças e economizar a água da ruaValdeci argumenta que os tambores com água da chuva ela aproveita para laçar roupa e louças e economizar a água da rua
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


vc ta com toda razão Neyde de oliveira.
 
MERIDIANA M MORAES em 15/01/2013 16:46:54
JÁ FIZ DUAS RECLAMAÇÕES NO 156 PARA VIR ATENDER NA RUA GUARATUBA NUMERO 92 E 158 TAMBEM NA VILA SOBRINHO ONDE PNEUS E SOBRAS DE CAIXAS ONDE ACUMULA AGUA DA CHUVA E DISSERAM QUE TEM PRAZO DE 30 DIAS PARA RESOLVER, SÓ PRA TER UMA IDEIA O QUANTOE LEVAM A SÉRIO A POPULAÇÃO,...
 
CARLOS FLAVIO CHAVES em 15/01/2013 15:45:38
Gente não confundam as coisas. Olha a situação que a própria senhora criou. Tá na cara que ela tem problemas e é doente. Por que jogar a culpa no CCZ ? Parem de so criticar e achar que os problemas é o CCZ que cria. O órgao público nao tem culpa dos maus hábitos da população. E o controle da leishmaniose tá além ..muito além da eutanásia de cães. Acorda gente !!!!
 
Larissa Corvelo em 15/01/2013 13:22:09
A unica coisa que vejo em primeira situação é o descaso com a senhora (moradora). Cad~e os parentes dela? que não vê essa situação em que vive..
Como assim juntar agua de chuva para isso e aquilo?
Devemos começar pelo incio e não simplesmente julga r e julgar, talvez ela ate precise de ajuda ..
Pensem nisso..
Abraços!!!
 
Cristiane Barbosa em 15/01/2013 13:02:01
Aqui no bairro Santo Antônio na rua Eunice Weaver (entre as ruas João Thomas e Av. Manoel Ferreira) tem uma casa nessas mesmas condições há anos e ninguém faz nada. Aparece fiscal, olha e o lixo continua ali. Vergonhoso.
 
Samuel Andara em 15/01/2013 12:52:42
Concordo plenamente com o comentário da Daniele Melo que diz "Infelizmente o CCZ só está preocupado em eutanasiar cachorros inocentes, eles não se importam com a dengue...o único objetivo deles é matar cães!!!"
 
Rodrigo Adania em 15/01/2013 12:18:12
No que se refere a senhora da matéria, antes de querer multar ou complicar a vida da coitada. Que tal!!!primeiramente passar as devidas INFORMAÇÕES, referente a entulhos e seus malefícios (junta insetos e bichos peçonhentos. A probabilidade de pegar doenças e o que essas doenças causam). Acredito, que a mesma saberá lidar com a situação, após receber orientação. Se um adulto jovem ou mesmo um jovem, são IGNORANTES quanto a transmissão de algumas doenças, agora imaginem uma pessoa dessa idade? Vejo tanta gente nova e instruida, falando besteira sobre a Leshimaniose.
Hoje falta muita INFORMAÇÃO, humanismo e compreenção das pessoas. Muitos vivem enfiados em Igrejas de todos os seguimentos e NÃO fazem nada para ajudar o próximo ou mesmo um animal, mas para FERAR o outro são ÓTIMOS.
 
Neyde de Oliveira em 15/01/2013 11:46:57
Concordo Daniele, estão preocupados em EUTANASIAR cães, incomodar quem AMA de verdade seus bichos, possui animais : SAUDÁVEIS, BEM TRATADOS COM RAÇÃO DE BOA QUALIDADE, CASTRADOS, BEM PROTEGIDO POR MURO E TELAS NO PORTÃO( portanto não vão à rua), quando necessários possuem veterinários, todos limpos e alegres. Mas por outro lado, possuem inúmeros animais sem dono pelas ruas reproduzindo, precisando de alimentação, castração e medicamento. Sem contar a infestação de mosquitos, tanto da Leshimaniose quanto da dengue. Hoje, podemos considerar C.Gde, como a capital da Dengue. Quanto a Leshimaniose, onde a grande vítimas são os cães, fica camuflado até virar EPIDEMIA em humanos.
Vale lembrar, que o TRANSMISSOR da LESHIMANIOSE NÃO é o CACHORRO, sim o mosquito, cade!!! maiores informações????
 
Neyde de Oliveira em 15/01/2013 11:33:41
Infelizmente o CCZ só está preocupado em eutanasiar cachorros inocentes, eles não se importam com a dengue...o único objetivo deles é matar cães!!!
 
Daniele Melo em 15/01/2013 09:49:30
Deveria haver fiscalização e multa, não podemos colocar em risco a saúde pública e a qualidade de vida das pessoas em volta também fica comprometida.
 
Paula Hernandes em 15/01/2013 09:16:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions