ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Casal chega em chácara e encontra dois homens mortos dentro de caminhonete

Vítimas foram atingidas em várias partes do corpo, incluindo na cabeça; um dos homens tinha 32 anos

Por Adriano Fernandes | 13/03/2021 00:10
Corpos das vítimas no chão após terem sido tirados de dentro do veículo. (Foto: Adriano Fernandes)
Corpos das vítimas no chão após terem sido tirados de dentro do veículo. (Foto: Adriano Fernandes)

Dois homens, ainda não identificados, foram executados a tiros dentro de uma caminhonete F-100 na entrada de uma chácara à margem da MS-010, na saída para Rochedinho, em Campo Grande. O local fica a cerca de 3 quilômetros após a UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

A suspeita inicial da Polícia Civil é de que os homens tenham sido mortos com pelo menos 6 tiros. Os disparos atingiram várias partes dos corpos das vítimas, incluindo a cabeça de um deles. Um dos homens tem 32 anos, mas nenhum teve as identidades reveladas. A caminhonete foi encontrada bloqueando a entrada da propriedade pelo casal de moradores da chácara, por volta das 20h.

"Nós chegamos e a caminhonete estava ligada, com a seta ligada e a porta do lado do passageiro aberta", comenta a moradora, de 61 anos, que pediu para não ser identificada.

Marcas de pneu no asfalto, indicam que o veículo seguia sentido Rochedinho, quando acessou a entrada. Com medo da situação o casal decidiu acionar a Polícia Militar. Só quando os militares chegaram ao local é que foi constatado que haviam dois homens baleados dentro do carro. "Nós achamos que podia ter alguém roubando, por isso nem chegamos perto da caminhonete antes da polícia", completa.

O Corpo de Bombeiros também chegou a ser acionado para a ocorrência. O trabalho pericial no local durou cerca de duas horas. A suspeita inicial da Polícia Civil é de que o duplo homicídio tenho sido cometido por uma única pessoa, mas ainda não se sabe, por exemplo, se o atirador fugiu do local a pé ou em outro veículo.

"Um vizinho da chácara diz ter ouvido primeiro dois tiros, e em seguida outros quatro. Pela forma em que foram encontrados, o espaçamentos dos tiros, pode ser que tenha sido apenas uma pessoa, mas é uma dedução preliminar. Só com uma investigação mais apurada teremos certeza", comentou o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, Leandro da Costa Lacerda. O caso será investigado pela 2ª DP (Delegacia de Polícia Civil) da Capital.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário