A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

05/08/2017 10:39

Cerca de 500 artesãos de MS são formalizados microempreendedores individuais

Com o registro o trabalhador passa a pagar uma taxa mensal e tem direito a assistência social, aposentadoria, licença maternidade e licença médica

Lucas Junot
Prefeito e titular da Sedesc foram ao evento que formalizou artesãos neste sábado (5) (Foto: Lucas Junot)Prefeito e titular da Sedesc foram ao evento que formalizou artesãos neste sábado (5) (Foto: Lucas Junot)

Cerca de 500 artesão de Campo Grande se formalizaram como microempreendedores individuais neste sábado (5). O cadastro garante aos artesãos a oportunidade de participar de eventos promovidos pelo Programa de Artesanato Brasileiro e acesso a recursos dos programas federais para a promoção do artesanato.

O evento contou com uma sala de apresentação, informando vantagens da inscrição dos empreendedores como microempreendedores individuais, e 12 guichês de atendimento, oferecendo todo auxílio necessário para formalização dos artesãos, que também tiveram oportunidade de vender seus produtos.

Com o registro o trabalhador passa a pagar uma taxa mensal e tem direito a assistência social, aposentadoria, licença maternidade e licença médica, além de poder empregar um auxiliar sem recolhimento de taxas adicionais.

O evento contou com a participação do prefeito Marquinhos Trad (PSD), do diretor da Fundação Social do Trabalho, Cleiton Freitas, Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, SEBRAE/MS, Sicredi , Sindicato dos Artesãos do Mato Grosso do Sul, Associação das Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso do Sul e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

“A ideia é transformar o artesanato da nossa cidade em algo mais rentável, gerar emprego e sair do anonimato. Faltava esta oportunidade, que a Sedesc está dando, para que possam fazer de uma vez por todas o artesanato mais forte, competitivo e qualificado da história de Campo Grande”, declarou o prefeito.

O secretário Luiz Fernando Buainain, responsável pela Sedesc, destacou a oportunidade da formalização. “O Município, com a ajuda de todos os parceiros, vai prestar toda informação, para que vocês possam receber a identidade do artesão e, com orgulho, possam comercializar os seus produtos”, pontuou.

Agente que matou em show fica preso por tempo indeterminado, decide juiz
O juiz José Eduardo Neder Meneguelli converteu em preventiva a prisão em flagrante do agente penitenciário federal Joseilton de Souza Cardoso, 34 ano...
Para leitores, governo deve aumentar impostos de alimentos com muito açúcar
Para a maioria dos participantes de enquete que ficou no ar da segunda-feira passada até hoje (25) o governo tem de aumentar a carga de impostos para...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions