A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/03/2011 07:38

Chuva dá trégua após uma semana e sol aparece em Campo Grande

Aline dos Santos
Após uma semana de chuva, sol volta a brilhar. (Foto: Fernando Dias)Após uma semana de chuva, sol volta a brilhar. (Foto: Fernando Dias)

Após uma semana de chuva sem trégua, a terça-feira começa com sol em Campo Grande. Hoje o céu está parcialmente nublado.

Contudo, conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), há previsão de chuva pelo menos até quinta- feira. Para amanhã e depois, o tempo deve permanecer parcialmente nublado, com possibilidade de chuva em áreas isoladas da Capital.

Os dias de chuva constante castigaram a cidade. Casas ficaram alagadas, córregos transbordaram e ruas viraram rios.

Até ontem, os bombeiros registraram 95 ocorrências de alagamento na Capital.

Os primeiros quatros dias de março já acumulam mais chuva do que o previsto para todo o mês em Campo Grande.

Cabo diz que não para um minuto no quartel, desde que chuva começou. Cabo diz que não para um minuto no quartel, desde que chuva começou.

Bombeiros - Os dias de chuva em Campo Grande sacrificaram população e bombeiros. Os militares estão há quase uma semana em escala dobrada de trabalho.

O cabo Antonio Batista dos Santos, com 12 anos de serviços ao Corpo de Bombeiros diz que quando chega no plantão não fica um minuto no quartel.

"As 24 horas do plantão é na rua. Todo mundo tá mobilizado"

Ele conta que por conta das inúmeras ocorrências, eles chegam a orientar as familias sobre erguer móveis e se protegerem. Em muitos casos, isso se dá por não poderem atender a mesma família duas vezes. "É preciso definir as prioridades".

A expressão do bombeiro é de cansaço, mas a fala é firme de quem quer continuar ajudando.

Ele disse que um dos casos que mais chamou a atenção foi na Rua Belém, no bairro Santa Emília, onde a casa da família ficava 1,5 metro abaixo do nível da rua. "A família vivia dentro de um buraco", conta Antonio.



A Prefeitura precisa rever muita coisa, mas tenho certeza de que o prefeito não ficará de braços cruzados. Tenho certeza que ele vai agir em prol dos moradores afetados por essas chuvas.
 
Edvan Barbosa em 09/03/2011 11:08:35
Até quem fim!!! rsrsrsr
 
Osmar Cozzatti em 08/03/2011 12:52:28
Brasileiro só se lembra de fechar a porta depois da casa ter sido invadida pelos amigos do alheio. Na avenida Julio de Castilho, em toda sua extensão que alaga por qualquer chuvinha, nenhuma providência é tomada durante as épocas de estiagens. Mas, bem alí, próximo ao supermercado Comper, nas proximidades da rotatória dessa região, durante este período chuvoso um caminhão e vários trabalhadores tapavam os velhos buracos nessa rua. Um trabalho que à cada dia vem se repetindo no mesmo local sem sucesso. Daí todo o material usado na recuperação e a mão de obra vão para os bueiros que nem existem como deveriam.
Working for nothing at the wrong times. Pior que sempre estão alí nos momentos de rush no trânsito. Que repetisse a Elis com o Bêbado e o Equilibrista.
 
Ezio José em 08/03/2011 11:31:36
Deus é bom DEMAIS!! Dia das mulheres com sol, pra elas e pra todos nós. Vamos reclamar menos gente, governo não tem culpa e também não pode lutar contra a natureza. Enfim, SOL, futebol na orla e TRÉGUA. Se Deus quiser. "Agradeça mais e peça menos"
 
Marcus Vinícius em 08/03/2011 09:51:10
Sou Campograndense morando atualmente em Umuarama/PR, estou sensibilizado pelos estragos que as chuvas causaram ao Sul Matogrossense nestes últimos dias, força, coragem povo valente e trabalhador, sei que irão superar as dificuldades em breve.
 
Douglas Hoffmann em 08/03/2011 08:23:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions