A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/02/2011 16:07

Museu José Antônio Pereira passa por reformas na parte externa devido a chuvas

Paula Vitorino e Viviane Oliveira

As chuvas deste mês derrubaram parte de 2 paredes do Museu

Marta explica como é feito o reboco na parede de taipa. (Foto: João Garrigó)Marta explica como é feito o reboco na parede de taipa. (Foto: João Garrigó)

As chuvas deste mês derrubaram parte de 2 paredes do Museu José Antonio Pereira, a última caiu ontem Agora, o prédio histórico - do século 19,irá passar por reformas na parte externa.

Equipe da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) já realiza os reparos. Segundo a prefeitura, o conserto deve ser feito o mais rápido possível, para evitar que novas chuvas ocasionem outros problemas.

Primeiro, foi colocada lona para evitar que não haja mais prejuízos. Os objetos que ficam dentro da casa não foram danificados, segundo a responsável pelo museu, Marta Andrade Ramos da Silva. "Todos os anos é feita reforma do reboco. Mas por conta da chuva, neste ano será mais cedo."

O reboco das paredes é feito de taipa, que segundo a diretoria da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), é um material sensível - feito a partir de barro e madeira, que requer mão de obra especializada com a técnica ecologicamente correta.

“O manuseio do material feito de taipas não é executado por qualquer profissional. É necessário um especialista no assunto”, informou Roberto Figueiredo, titular da Fundac.

Material - O prédio era sede da Fazenda Bálsamo, aonde morava a família do fundador da Capital e guarda objetos que contam a história de Campo Grande.

A taipa é utilizada no Brasil desde o período colonial, mas foi perdendo espaço a partir de 1940 com a popularização e produção em grande escala de tijolos. A mão de obra especializada é escassa, o que contribui para a pouca utilização deste material.

O reparo do Museu José Antonio Pereira deve ser feito com esta técnica porque ele é tombado pelo Patrimônio Cultural e não pode ter a estrutura original mudada para outro componente de construção.



deveriam fazer um barracao sobre aquelas casas dos museu ´pra´proteger as mesmas, se nao vai deteriorando mesmo e as reformas tiram a originalidade da casa, que foi do fundador de nossa cidade, pense nisso prefeito.
 
marina pereira de souza em 17/02/2011 06:00:52
NAO SENHOR NAO FORAM AS CHUVAS DESTE MES QUE DERRUBARAM AS PAREDES MAS SIM A FALTA DE MANUTENÇÃO E O DESCASO COM O MUSEU QUE FIZERAM COM QUE ELA VIESSE A RUIR!!
UMA PENA QUE NAO SE DA O DEVIDO VALOR AS COISAS DE NOSSA TERRA!!
ATENÇÃO FUNDAÇÃO DE CULTURA VAMOS TIRAR O PE DO CHAO E SE MECHER!!
 
CARLOS DAMASCENO em 16/02/2011 07:19:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions