A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/04/2012 13:59

Cidade da Saúde espera 15 mil visitantes neste domingo

Elverson Cardozo
Estimativa da PM é de que 15 mil pessoas passem pelo local. (Foto: Pedro Peralta)Estimativa da PM é de que 15 mil pessoas passem pelo local. (Foto: Pedro Peralta)

A abertura da Cidade da Saúde, nos altos da avenida Afonso Pena, na manhã deste domingo (15) reuniu políticos, representantes de classes e sindicatos, acadêmicos da área de saúde e muitos visitantes. A estimativa da PM (Polícia Militar) é de que pelo menos 15 mil pessoas visitem o local até o final do evento, que termina às 18h.

O lançamento foi marcado por apresentações culturais, como o coral Municipal de Campo Grande, coral dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul – que cantaram músicas regionais e de cunho religioso -, além das bandas da PM e do Exército.

Ao fazer uso da palavra, o bispo da arquidiocese de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, agradeceu a presença do público e, de maneira rápida, comentou sobre a importância da campanha promovida pela Igreja Católica. “É um grande painel em termos de saúde pública”, disse.

Já o prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) afirmou que o tema da campanha – Fraternidade e Saúde Pública – ’Que a saúde se difunda sobre a terra’ – “não poderia ser mais apropriado”.

Trad também falou sobre a regulamentação da emenda 29, que define percentuais mínimos de investimento em saúde por união, estados e municípios. Em seu pronunciamento o governador André Puccinelli (PMDB) disse que a campanha é reverenciada por ele e afirmou que o “tema saúde” nunca deixará de ser questionado.

Vestidos de remédio, estudantes tentam mostrar diferenças do medicamento referência e similar. (Foto: Pedro Peralta).Vestidos de remédio, estudantes tentam mostrar diferenças do medicamento referência e similar. (Foto: Pedro Peralta).

O engajamento à causa, declarou, cabe a todos os segmentos da sociedade. “Todos nós como cidadãos podemos e devemos praticar a solidariedade”, declarou.

Participantes – Ao todo, 250 entidades participam do evento. São instituição e até profissionais independentes que levaram ao local exposição de equipamentos e material informativo, palestras, testes rápidos e orientações relacionadas à saúde.

Para o diretor do SinMed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), Marco Leite, a iniciativa da Igreja Católica veio de encontro aos interesses da classe. “Nós aproveitamos porque hoje em todo o país estão ocorrendo mobilização das entidades médicas, com relação à valorização profissional e melhores condições de trabalho”, afirmou.

Parte de um projeto recente, o sindicato levou ao evento a “carteirinha de emergência”. Um cadastro completo com identificação do usuário e informações como peso, altura, IMC (Índice de Massa Corporal), medicação em uso, alergias, cirurgias prévias, histórico de patologias, entre outros.

Ao todo, 250 entidades participam do evento. (Foto: Pedro Peralta)Ao todo, 250 entidades participam do evento. (Foto: Pedro Peralta)

O objetivo é facilitar o atendimento dos profissionais dos serviços de emergência. Até agora já foram distribuídas 3,5 mil carteirinhas. O cadastro, segundo o SinMed, está sendo feito por meio de mutirões de saúde.

Entre os conselhos presentes, o CRF/MS (Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso do Sul), oferecia aferições gratuitas de pressão arterial e teste de glicemia. Além disso, em uma campanha de conscientização, a entidade oferecia ponto de coleta de medicamentos vencidos.

Diretor do CRF/MS, Adam Macedo Adami, de 33 anos, explica que o índice de descarte irregular chega a 90%. A maioria, conta, joga remédios no lixo. A atitude compromete não só o meio ambiente, mas também é um grande risco à saúde.

“Vão para o esgoto e acabam contaminando a água”, explica. Daí o surgimento de superbactérias, resistentes a antibióticos.

A AACC (Associação de Apoio à Criança com Câncer) levou folhetos informativos para alertar sobre ao câncer infanto-juvenil. Voluntária do setor de projetos, Ana Cláudia Barros, de 41 anos, disse que o objetivo é divulgar os sinais e sintomas da doença.

Exposições – Além do atendimento à população, empresas e entidades parceiras do evento abriram espaço para exposição. No estande do esquadrão pelicano da Força Aérea Brasileira, materiais utilizados em resgate e salvamento.

Acadêmica de odontologia explica processo de escovação. (Foto: Pedro Peralta)Acadêmica de odontologia explica processo de escovação. (Foto: Pedro Peralta)
Theo, de pouco mais de um ano, também participou. (Foto: Pedro Peralta)Theo, de pouco mais de um ano, também participou. (Foto: Pedro Peralta)

Apesar do tempo de existência, muita gente não conhece o trabalho do 10º grupamento, explicou o 2º sargento Maranduba. “Qualquer acidente aeronáutico, o esquadrão vai decolar”, explica.

No espaço destinado ao Corpo de Bombeiros, a proposta é a mesma: Mostrar a atividade final da classe, que tem como lema “vidas alheias, riquezas a salvar”.

Teve quem foi ao local quase que exclusivamente para vender, não fosse pela justificativa apresentada. Supervisora de vendas de uma concessionária de motos, Raquel Fernandes, de 30 anos, informou que a empresa foi convidada.

Além das vendas, argumenta, o objetivo é alertar para a conscientização no trânsito.

A autônoma Ester Sakamoto, de 50 anos, aproveitou para divulgar a terapia floral. Garante que a técnica traz resultados surpreendentes para pacientes com quadro de ansiedade e síndrome do pânico, por exemplo.

“Se você não se cuida internamente, como vai cuidar do seu físico? A cura vem de dentro para fora”, declarou.

Na fila para ser avaliada por um oftalmologista, a dona de casa Marilene Mendes, de 56 anos, aprovou a iniciativa. “Essa campanha deveria ter acontecido há muito tempo”, disse. “Está muito difícil para as pessoas conseguiram atendimento médico”, completa.

Programação - Para esta tarde está previsto um show gospel, às 17h, e uma missa, que deve começar às 18h, quando o evento se encerra. A cidade da Saúde está instalada nos altos da avenida Afonso Pena.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Os campograndense estão de parabéns pela benfeitoria!
Quando as entidades se unem por uma boa causa com certeza tudo dará certo.O tema da Campanha veio ao encontro das necessidades de todos. Que a " Cidade da Saúde" continue, todo ano. Imagine se em todos os lugares do Brasil tivesse uma ação tão valiosa como esta! Parabéns à Arquidiocese, prefeitura e outros colaboradores.
 
Nilzete dos santos em 15/04/2012 04:36:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions