A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/12/2010 12:46

Com o incentivo de prêmios, prefeitura quer arrecadar acima de 80% com o IPTU

Carlos Martins

Nesta quarta-feira, o Prefeito Nelsinho Trad fez a entrega simbólica dos carnês do IPTU 2011 na agência central dos Correios

Prefeito Nelsinho Trad ao lado do diretor dos Correios no Estado, João Rocha, durante a entrega simbólica dos carnês do IPTU 2011 (Foto: Simão Nogueira)Prefeito Nelsinho Trad ao lado do diretor dos Correios no Estado, João Rocha, durante a entrega simbólica dos carnês do IPTU 2011 (Foto: Simão Nogueira)

Com a meta de manter a adimplência acima de 80%, o prefeito Nelsinho Trad fez a entrega simbólica dos carnês do IPTU 2011 na manhã desta quarta-feira na agência central da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) em Campo Grande, próximo à antiga rodoviária. Para o próximo exercício foram lançados 323.081 carnês, dos quais 215.838 são prediais e 107.243 são territoriais, num montante de R$ 141 milhões. Para incentivar o pagamento em dia, quem pagar a vista terá desconto de 20% e concorrerá a prêmios, entre eles um apartamento coma três quartos e um carro zero quilômetro.

Como acontece todo o fim de ano, Nelsinho foi até a agência central dos Correios no Centro de Distribuição Domiciliar para fazer a entrega simbólica dos carnês. Acompanhado do vice-prefeito Edil Albuquerque e do secretário Paulo Nahas (Planejamento, Finanças e Controle), Nelsinho Colocou uma caixa com carnês numa cesta de uma das 370 novas bicicletas adquiridas pelos Correios e posou para fotos. A partir da próxima segunda-feira, dia 3 de janeiros, 39 carteiros da agência central começam a distribuição prevista para ser concluída em 15 dias.

“A previsão é que até o dia 18 de janeiro todos os carnês estejam entregues”, informou o gerente da agência Luís Gonçalves. O diretor dos Correios em Mato Grosso do Sul, João Rocha, deu boas vindas a Nelsinho, disse que o prefeito já era da Casa e destacou a parceria. Ao se dirigir aos funcionários dos Correios, Nelsinho ressaltou a importância do trabalho de distribuição dos carnês do IPTU, que possibilitam o movimento financeiro da cidade.

O IPTU é hoje o maior imposto da prefeitura e representa 20% da arrecadação total, só perdendo para o ICMS e o repasse do FPM (Fundo de participação dos Municípios). “Ao entregarem os carnês, lembrem-se que vocês estão levando um tijolo, um pedaço do asfalto que vocês veem pela obras da cidade quando estão trabalhando”, disse Nelsinho aos carteiros. Em 2010 o valor do IPTU lançado foi de R$ 131 milhões.

Para o prefeito, o reajuste do imposto para 2011 não é alto porque o valor venal de cada imóvel está sempre abaixo do valor de mercado. “O percentual de reajuste está dentro de nossas diretrizes e corresponde a 86% da média dos índices do IPCE [Índice de Preço ao Consumidor Especial], que foi 4,57%, e do Sinapi/Sinduscom, de 8,43%”, disse o prefeito. Na média, o reajuste foi de 8% e o IPTU terá uma correção mais alta nas regiões onde a prefeitura realizou obras de infraestrutura, como pavimentação e urbanização, e que valorizaram a região.

Em 2005, quando Nelsinho assumiu a prefeitura, o índice de pagamento era de 53% e, atualmente, a adimplência do imposto chega a 83%, a maior do país. Para incentivar o contribuinte que estiver em dia, além de um desconto de 20% para o pagamento à vista, a prefeitura irá sortear um apartamento de três quartos avaliado em R$ 150 mil, um carro Voyage, km, 10 cadernetas de poupança no valor de R$ 10 mil cada, além de notebooks, aparelhos de microondas, DVD e televisores.

Qualquer dúvida ou reclamação sobre o valor do imposto cobrado, o contribuinte poderá ligar para o número 156 ou se dirigir à Central de Atendimento ao Cidadão, na Rua Arthur Jorge, a central que foi montada pela prefeitura na rua. Arthur Jorge, 500. O atendimento será de segunda-feira a sábado das 7h30 às 22h. “É só protocolar a reclamação que a resposta será imediata e, se for o caso, técnicos da prefeitura irão até a residência fazer a vistoria”, explicou o secretário Paulo Nahas.



Chuva de poucos minutos causa destruição pela cidade: alagamentos, asfalto que desmancha em obra recém-inaugurada, fora as outras onde o asfalto é recente e também desamancha sozinho. O que os leitores do Campo Grande News acham de boicotar o pagamento do IPTU até que a prefeitura comece a levar mais à sério a especificação técnica de obras públicas, para que tenham qualidade e durabilidade? Quem topa? Vamos pagar o IPTU via depósito judicial, até que haja alguma providência real por parte da aministração municipal para que parem de jogar o dinheiro deste e outros impostos no ralo. Se sentirem na arrecadação, quem sabe se mobilizam com alguma efetividade.
 
Daniel Francelino da Silva em 30/12/2010 08:50:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions