A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/07/2012 19:37

Com marca de bala de borracha no corpo, torcedor diz que Cigcoe foi truculenta

Gabriel Neris

Euforia tomou conta de cerca de 10 mil torcedores que congestionaram a principal avenida da Capital, de acordo com a Polícia Militar.

Vítima de bala de borracha exibe marca no corpo (Foto: Gabriel Neris)Vítima de bala de borracha exibe marca no corpo (Foto: Gabriel Neris)

A festa estava anunciada. Assim que terminou a partida entre Corinthians e Boca Juniors pela Taça Libertadores da América, os torcedores do clube paulista invadiram a avenida Afonso Pena, em Campo Grande, para comemorar o título inédito.

A euforia tomou conta de cerca de 10 mil torcedores que congestionaram a principal avenida da Capital, de acordo com a Polícia Militar.

Mas para conter a aglomeração de pessoas a CIGCOE (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) foi acionada e o que era festa virou campo de batalha.

Tiros de bala de borracha e bombas de efeito moral foram utilizados para dispersar os torcedores. O estudante do curso de direito, J.G.M., de 21 anos, diz que foi atingido por bala de borracha na esquina da Afonso Pena com a rua Rio Grande do Sul, onde os torcedores se concentravam.

“Fui assistir à partida com um casal de amigos corintianos. Durante o jogo o policiamento estava dentro dos conformes. Depois do jogo, eles estavam comemorando na faixa de pedestre, quando o semáforo abria todos iam para a calçada. Depois de meia hora chegou a Cigcoe intimidando todo mundo”, relata o estudante.

Ele diz que nem viu o início da confusão, estaria na calçada conversando com amigos. “Houve um barulho de bomba, um policial olhou para mim e atirou”, acusa.

Segundo o estudante, a indignação maior era com a presença de mulheres e pessoas de idade no local. “Lá tinha mulheres grávidas, com bebês no colo, idosos. Não vi se atiraram garrafa, gelo nos policiais”, complementa, dizendo que nem torce para o Corinthians.

Revoltado com a situação, o estudante postou uma fotografia com o ferimento na rede social Facebook. Outra pessoa que reprovou a situação foi o corintiano Peterson Cristaldo, de 31 anos. Em sua página no Facebook, o torcedor demonstrou sua raiva. “Vou falar na boa, os caras vem dar tiro de borracha na minha perna. É ‘nóis’ bando de loucos”, escreveu.

Comandante defende ação - O Major da Polícia Militar e comandante da Cigcoe, Marcos Paulo Gimenez, afirmou que a ação foi necessária para conter os torcedores. “Foi legítimo, proporcional e necessário. Os policiais foram acionados por causa da bagunça. Ali é uma área residencial”, rebateu.

“Quando a polícia chegou ao local, foram arremessadas garrafas, latas e pedras. Tivemos que usar a força necessária”, explicou.

Segundo o major, a festa não era pra acontecer naquele ponto da cidade, já que a prefeitura de Campo Grande havia reservado a Praça do Rádio Clube para que os torcedores assistissem à partida e comemorassem no mesmo local. O trecho da rua Padre João Crippa, entre a Afonso Pena e a Barão do Rio Branco, estava interditado.

De acordo com o major, três pessoas foram detidas por desobediência, resistência e desacato. As três pessoas foram encaminhadas para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) do Centro.

Moradores prendem suspeito de assaltar mulher com criança no colo
Armado com uma faca, Igor Mateus Lima da Costa, 19 anos, assaltou uma mulher que estava com o filho no colo e acabou preso por moradores. O caso acon...
Homem de 30 anos é esfaqueado e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (12), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


Negócio é o seguinte: Futebol é alegria, não arruaça; Torcedor de time campeão comemora suas vitórias, não sai por aí tocando o horror e atrapalhando o sono das outras pessoas; o jogo foi quarta, quinta feira é dia de trabalho, portando se quer comemorar faça silêncio; e por último, parabéns à PM e à CIGCOE pela extrema competência.
 
Airan Rodrigues em 13/07/2012 02:29:52
parabens a policia
 
DALVA PEREIRA em 06/07/2012 12:39:48
PARABENS CIGCOE - VOCES SAO NOSSA ULTIMA ESPERANÇA
 
EMERSON DE OLIVEIRA em 06/07/2012 12:07:15
GENTE, TODOS NÓS SOMOS REGIDOS, POR NOMAS, LEIS, PRINCIPALMENTE A LEI DOS BONS COSTUMES, SILÊNCIO, ENTÃO, EM QUALQUER LUGAR, QUE ESTIVERMOS, ESTAMOS SUBORDINADOS AS LEIS, BAGUNÇA, NÃO É NORMA LEGAL, E A POLÍCIA É PARA MORALIZAR, ACONSELHA-SE A RESPEITAR, POIS REPRESENTAM O GOVERNO, A NOSSA SEGURANÇA, PARABÉNS A POLICIA, DEVEMOS EVITAR BAGUNÇA, POIS SÓ DÁ NISSO, MACHUCADO, SORTE DE NÃO TER MORRIDO.
 
pedro braga em 06/07/2012 11:51:50
Parabéns a cigcoe!!!quem quer ser tratado com respeito, tem que primeiro respeitar o direito alheio.
 
cleber martins em 06/07/2012 11:48:57
Não concordei com a atitude da PM após o jogo, foi vergonhoso e revoltante, pois deveriam ter usado BALAS DE VERDADE e não de borracha... Mais uma oportunidade de limpar a sociedade foi perdida...
Espero que da próxima vez a PM cumpra com o seu papel e nos livre desse mal.
 
Lucimara Melo em 06/07/2012 11:46:15
Já esta fikando difícil sair de casa,é assaltante, motorista bêbado,torcedor descontrolado,,véi na boa,tô com medo.
 
Fabia Dias em 06/07/2012 11:08:47
"...Major da Polícia Militar e comandante da Cigcoe, Marcos Paulo Gimenez, afirmou que a ação foi necessária para conter os torcedores. “Foi legítimo, proporcional e necessário..."Parabéns pela declaração Major,pela segunda vez vejo e ou ouço suas palavras,alem de manutenção da "ordem",da apoio e eleva o moral de quem é comandado,o trabalho é mais gratificante,após estes apoios.Parabéns ao CIGCOE.
 
ricardo terra lemos em 06/07/2012 10:15:01
Parabéns para a Policia mesmo... Com toda certeza se estivesse em casa assistindo o jogo como eu Fiz, não tinha levado um tiro de borracha... E agora fica ai incentivando a população a ficar contra a policia e o pior, dando um de coitadinho... Se toca... Ultimamente só anda acontecendo imprevistos com os estudantes de direito. Pq será né.
 
Débora de Almeida em 06/07/2012 10:00:38
campo grandenze nao sabe dirigir nao sabe comemorar , depois vem enfrentar nossa cicgoes brinca logo com a cicgooi tem que levar boracha mesmo nao respeita policia .parabens a nossa policia militar por esta e outras ocorrencia nossa policia trabalha
 
milton ap miguel em 06/07/2012 08:53:01
Atitude normal dos PM's.
Isso se chama "uso progressivo da força", e consiste na seleção adequada de opções de força pelo policial em resposta ao nível de submissão do indivíduo suspeito ou infrator a ser controlado.
Se a ordem emanada pelos policiais fosse acatada, ficaria só nisso. Mas foram recebidos com garrafas, latas e pedras, eles responderam com bombas de efeito moral e bala de borracha.
 
Rodney OSilva em 06/07/2012 08:41:16
Achei que a Cigcoe foi correta sim. Eu que sou moradora da Av. Afonso Pena vi bem como estava a farra desses corintianos. Passaram de todos os limites. E onde já se viu levar bebê de colo para um tumulto desses?! somente pessoas sem noção mesmo, que perdem o senso de responsa quando seu time ganha. Achei excelente, se não fosse essa ação da polícia, com certeza a farra iria durar a noite toda
 
Carol Oliver em 06/07/2012 08:04:55
AGORA TODO MUNDO É SANTO......A POLÍCIA QUE ESTÁ ERRADA.....
 
Rodrigo Pereira Mendonça em 06/07/2012 08:04:08
Todo final de campeonato é isso que acontece ali, as pessoas confundem comemoração com bagunça baderna barulho ali vira uma terra de niguém, vai quem quer, e depois não adianta lamentar,,,,,,,,
 
joao de souza em 06/07/2012 07:01:37
Vcs acham que se fosse alguém que tivesse fazendo farra iria aparecer na mídia? Que iria procurar os seus direitos? Pelo que fiquei sabendo esse rapaz já tomou providências e não vai deixar por isso mesmo. Certíssimo, um erro não justifica o outro.
 
Fernando Passos em 06/07/2012 05:08:00
Fico muito triste quando leio comentários como o de Lucimara Melo e outros, que confundem opiniões e gostos diferentes, principalmente pelo futebol e da uma declaração como a dela. Temos que respeitar a todos, somos uma sociedade heterogenia, principalmente a vida das pessoas. A "rivalidade" dos torcedores tem que ser saudável, para diversão e não pra desejar o mal e até mesmo a morte de pessoas.
 
Angela Mangini em 06/07/2012 01:39:36
Deu para perceber apenas pelos comentários, que todos ,mas todos apoiam a atitude da PM.Eu sinto orgulho dessa policia que evita qualquer tipo de baderna .Parabéns a CIGCOE , vcs nos tranquilizam assim !!
 
Davi Costa em 06/07/2012 01:14:26
Nada contra comemorar, mas quase meia noite com criancas no colo, é um absurdo, e duvido que não houve inumeros que faltaram o trabalho e ou chegaram atrasados, e ainda mais sem justificativa. Vai comemorar no meio do mato, para nao incomodar ninguem.....
 
Ricardo Junior em 06/07/2012 01:03:19
Agora e tudo. Santinho, desde jogos da selecao brasileira e sempre a mesma coisa neste cruzamento, a pm apenas preservou-nos o direito de ir e vir, cade a lei municipal sobre aglomeracao e consumo de bebidas, cade a guarda municipal, cade o respeito aos contribuintes, cade?
 
Jose carlos em 05/07/2012 09:32:22
Corinthiano quando perde faz bagunça, quando ganha também, depois não entendem porque tem tanta gente que é "anti-corinthians", não sabem perder nem ganhar...
 
Tony Marcello em 05/07/2012 09:30:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions