A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/10/2015 14:40

Com moto nova há 3 meses, eletricista morreu ao tentar passar no amarelo

Ricardo Campos Jr. e Juliana Brum
Mulher suspeita que o marido tenha acelerado ao ver sinal amarelo (Foto: divulgação / Polícia Civil)Mulher suspeita que o marido tenha acelerado ao ver sinal amarelo (Foto: divulgação / Polícia Civil)

Morto em um acidente no domingo (4), o eletricista automotivo João Poscidônio Sobrinho da Silva, 49 anos, havia trocado de moto há cerca de três meses. Optou por uma Suzuki Srad 750 cilindradas mesmo com o alerta da esposa, Nilza Padilha, de que aquele veículo tiraria a vida dele, diante da velocidade que alcançava e das arrancadas bruscas. A vítima atingiu um Fiat que estava parado no semáforo e está sendo velada nesta segunda-feira (5).

“Eu acredito que na hora em que o sinal ficou amarelo, ele tenha tentado correr para passar e bateu”, afirma a esposa.

Ela contesta informações passadas no momento do acidente de que o marido estava embriagado. Nilza afirma que ele iria fazer o almoço de domingo, deixou todos os ingredientes para uma feijoada prontos e foi até o pet shop do filho convidá-lo para a refeição, pois queria rever a netinha de um mês de vida.

“Eu só estava esperando a loja fechar para pegar a família e ir almoçar. A notícia veio antes de eu sair de casa. Meu pai era calmo e tranquilo. Me deu um abraço, um beijo e disse que nos esperava para comermos juntos”, conta Weld Poscidônio, 22 anos.

Leonidas de Andrade Barbosa, 53 anos, prestou as últimas homenagens ao amigo e ex-colega de trabalho. “Ele era muito prestativo, uma pessoa correta. Na última quinta eu me lembrei dele, há tempos não nos falávamos. Queria ter ligado”, diz.

Nilza relata que após o acidente, pessoas que se aproximaram do corpo furtaram uma corrente de ouro que Silva estava usando. Ela já pediu à Caixa Econômica Federal, que tem uma agência perto do local da colisão, para fornecer as imagens das câmeras de segurança para tentar identificar quem pegou o objeto. “Não é pelo valor. Por que eles fazem isso com alguém que acabou de morrer?”, contesta.

Conforme do BPtran (Batalhão de Trânsito da Polícia Militar), o eletricista foi arremessado da moto por seis metros. Uma equipe do Samu(Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e socorreu o motociclista que estava desacordado. Quando a ambulância estava a caminho da UPA, a vítima morreu. A Polícia Civil esteve no local e vai investigar as circunstâncias do acidente.

Velório de motociclista acontece nesta segunda-feira (Foto: Gerson Walber)Velório de motociclista acontece nesta segunda-feira (Foto: Gerson Walber)
Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions