A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

14/06/2018 08:15

Com risco a pedestres, promotoria quer reforma de ponte no córrego Ceroula

Ponte de madeira passou por reforma há quatro anos, com valor de R$ 136.177,71

Aline dos Santos
Segundo Rudi Fiorese, ponte está na programação de reforma da prefeitura. (Foto: Fernando Antunes)Segundo Rudi Fiorese, ponte está na programação de reforma da prefeitura. (Foto: Fernando Antunes)

A ponte de madeira sobre o córrego Ceroula, na MS-080, saída para Rochedo, precisa de nova reforma por oferece risco aos pedestres. A constatação é do MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), que fez recomendação à Sisep (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos) e à prefeitura de Campo Grande.

Conforme o promotor Humberto Lapa Ferri, a ponte passou por reforma há quatro anos, com valor de R$ 136.177,71. O termo definitivo de recebimento da obra foi assinado em 8 de agosto de 2014.

Vistoria do MP, realizada em 19 de setembro do ano passado, verificou assoalho com algumas peças de madeira apodrecidas, quebradas e faltando partes formando aberturas com risco de queda a pedestres.

A apuração da promotoria começou com denúncia do então procurador-geral do município de Terenos, que notificou suposta ocorrência de fraude na reforma da ponte que liga a Capital a Terenos, pois estava em péssimas condições, com risco de desabamento. A vistoria do MP aponta que não há risco imediato de desabamento.

Segundo o titular da Sisep, Rudi Fiorese, a ponte de madeira sobre o córrego Ceroula está na programação de reforma da prefeitura. De acordo com ele, o que estiver dentro da garantia da última reforma deverá ser trocado pela empresa. Os demais serviços serão licitados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions