A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/02/2014 14:56

Com tiros e arrastão, assalto rompeu tranquilidade de bairro, diz vítima

Viviane Oliveira
Lanchonete foi alvo de bandidos na madrugada deste domingo. (Foto: Cleber Gellio) Lanchonete foi alvo de bandidos na madrugada deste domingo. (Foto: Cleber Gellio)

Ainda assustado, um vendedor de 39 anos, vítima do roubo por volta das 3h deste domingo na lanchonete Áquila Fast Food, conta que os ladrões passaram em todas as mesas pegando pertences dos clientes e antes de irem embora atiraram duas vezes como forma de intimidação. No total, 11 pessoas, inclusive o proprietário do local, registraram boletim de ocorrência nesta manhã. Até agora ninguém foi preso.

De acordo com a Polícia, quatro homens armados invadiram e fizeram um arrastão no estabelecimento que fica na Rua Arthur Jorge, esquina com a Amazonas, em Campo Grande. O bando usou uma moto e um veículo Fox de cor prata durante o roubo. Eles fugiram levando joias, relógios, celulares, cartões de banco, documentos pessoais, cigarros e R$ 2,8 mil do caixa, além de uma corrente de ouro do dono do estabelecimento.

O vendedor diz que mora há 3 quadras da lanchonete e o local é conhecido pela tranquilidade. “A região é muito tranquila. Estou até agora assustado com a situação". Ele estava com mais duas amigas em uma mesa lanchando, quando foram abordados por dois homens armados e de capacetes.

Os bandidos, conforme a vítima, estavam calmos e um deles tirou com tranquilidade o relógio do seu pulso. “Das meninas, os bandidos levaram um corrente de ouro com brilhantes avaliados em R$ 4 mil e dois celulares iphone”, relata, dizendo ainda que o local estava cheio de gente. 

O vigia e zelador da lanchonete, de 53 anos, lembra que entre idas e vindas já trabalha no local há 16 anos e nunca ficou sabendo de um roubo na lanchonete. Ele não estava no estabelecimento no momento do crime e ficou sabendo hoje de manhã, quando chegou para trabalhar. “A lanchonete funciona aqui há 23 anos e nunca tinha acontecido uma situação com esta”, lamenta.

O dono da lanchonete contou à Polícia, que toda a ação dos bandidos foi flagrada pelas câmeras de segurança do estabelecimento, imagens que serão usadas durante as investigações.



Só a classe governante, obviamente mais protegida que o cidadão comum, não percebe a absurda falta de segurança das nossas cidades. A bandidagem já deve estar em condições de formar um exército paralelo. O que estará esperando ou preferindo?
 
jose pinheiro em 19/02/2014 11:24:24
Tem que prestar atenção no sotaque desses marginais, além dos nossos, isso é resultado da migração de lideranças criminosas de outros estados, a insegurança já é rotina em nossa capital!
 
carlos eduardo em 17/02/2014 08:31:27
Me lembrei daquele ditado popular: Quando os gatos (polícia) saem, os ratos (bandidos) tomam conta.
 
Afonso Netho em 17/02/2014 08:17:22
Vocês não queriam o cidadão honesto e hordeiro desarmado? Tai o resultado. Estamos sendo esculachados em via pública até mesmo a luz do dia. O armamento é um direito humano universal, ninguém pode tirar o direito de defesa do cidadãos de bem Aguentem pois agora que eles pegaram o jeito a coisa vai piorar. Precisam levantar dinheiro para as eleições que os srs mesmo irão votar se corrompendo e se vendendo a troco de 30 litros de gasolina. Precisamos ter mais vergonha na cara. Estatisticamente 80% dos produtos de roubos e furtos não retornam. Já pensaram aonde vai para? Na polícia meus caros.
 
Carlos Roberto em 17/02/2014 07:34:48
Após construirem a penitenciária federal, acabou a tranquilidade do campograndense. Junto com os bandidos, prisioneiros, veio uma horda de malfeitores, agregados, que tirou a paz desta cidade. Assaltos sempre teve, mas raros, agora são uma constante, virou rotina e de todos os tipos, à noite ou em plena luz do dia.
 
Samuel Aguiar em 16/02/2014 20:50:59
eu nao sei o que esse secretario de segurança ta esperando para tomar uma atitude aqui
em ms, ta na hora de fazer uma operação tolerância zero, acorda secretario.
 
natal araujo em 16/02/2014 20:20:53
SE NÃO QUEREM QUE "PIORE"...PROTESTEM NAS URNAS!...FORA DILMA FORA LULA, ESTÃO TENTANDO IMPLANTAR O SOCIALISMO NO BRASIL E DEIXAR A BANDIDAGEM À VONTADE!
 
Paulenir de Barros em 16/02/2014 20:13:33
Bandido bom = bandido morto, se o povo pegar.... SEM DIREITOS HUMANOS
 
Carlos Magno em 16/02/2014 19:37:07
Será que alguém terá coragem de defender esses marginais?
 
João Dias em 16/02/2014 18:59:31
Por isso sou a favor da pena de morte. Bandido não quer trabalhar, quer vida fácil.
 
rafael santos em 16/02/2014 18:20:08
foi o tempo que nossas famílias podiam ir a uma lanchonete na madrugada e voltar sem ser roubada !! e o pior que não é só em campo grande, é no brasil inteiro !! até na capital federal os bandidos não tem medo de roubar, e olha que lá estão as maiores autoridades do país !!
 
ananias rodrigues em 16/02/2014 18:17:39
Nossa Campo Grande ta cada dia mais dominada por bandidos, hoje não tem mais lugar seguro.
 
santos filho em 16/02/2014 16:37:31
Já faz tempo que estamos perdendo o controle sobre a bandidagem, falta de investimento, basta verificar não temos uma unica viatura nova na cidade, tudo caindo os pedaço, vai fazer um BO e uma eternidade, nos bairro esta um verdadeiro caos, os furtos tomam conta da cidade, e no interior não esta nada bem. cade o tão sonhado MS Forte 2
 
amanda keity em 16/02/2014 15:36:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions