A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

22/03/2018 23:28

Contas de água atrasadas do HU serão pagas em até 48 parcelas

O débito remonta o final de 2016 e foi divido em parcelas de aproximadamente R$ 90 mil junto a Águas Guariroba.

Adriano Fernandes
Reunião que firmou a renegociação da dívida do HU com a Águas Guariroba. (Foto: Divulgação) Reunião que firmou a renegociação da dívida do HU com a Águas Guariroba. (Foto: Divulgação)

Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUMAP-UFMS) e Águas Guariroba, assinaram a renegociação das contas de água atrasadas da unidade, junto a concessionária. A dívida que passa de R$ 4,3 milhões, remonta desde o final de 2016 e foi parcelada em 48 parcelas de aproximadamente R$ 90 mil com carência de 4 meses para o início dos pagamentos.

“A partir de janeiro iniciamos um processo de saneamento. A conta referente ao mês de janeiro foi paga em fevereiro e a conta referente a fevereiro foi incluída na negociação para que o hospital pudesse se organizar para manter as contas em dia”, explica o gerente administrativo do HUMAP-UFMS, Dario César Brum Arguello.

As primeiras conversas para tentar o acordo foram entre Dario e a gerente comercial da Águas Guariroba, Ana Paula Molina. A partir da negociação a empresa também se comprometeu a desenvolver os projetos de engenharia para a nova rede de água, que permitirá ao hospital, após a execução da obra, reduzir substancialmente o valor da conta mensal de água.

Serão instalados medidores para ajudar na identificação de vazamentos e permitir a quantificação do volume de água utilizados por alguns prédios da UFMS que são cobrados na conta do HUMAP.

A Águas também se ofereceu ainda a emprestar equipamento para identificar vazamentos e a possibilidade de incluir projetos do HUMAP-UFMS no Pronac (Projeto Nacional de Apoio à Cultura) para investimento em projetos do hospital.

“Também faremos um mapeamento de toda a rede de água e esgoto, já que o HUMAP-UFMS está completando 43 anos e não temos um mapeamento para nortear trabalhos que evitem desperdícios e ajudem a economizar recursos em relação ao consumo de água”, ressalta o superintendente do HUMAP-UFMS, Cláudio César da Silva.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions