ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 21º

Capital

"Contas não esperam", diz quem encarou frio para ser a 1ª em feirão de emprego

Segunda edição da "Estação Mais Emprego" acontece nesta sexta-feira, a partir das 8h, em Campo Grande

Por Ana Oshiro e Bruna Marques | 20/05/2022 06:55
Às 6h30 desta sexta-feira, com sensação térmica de 7ºC, apenas cinco pessoas estavam na fila. (Foto: Henrique Kawaminami)
Às 6h30 desta sexta-feira, com sensação térmica de 7ºC, apenas cinco pessoas estavam na fila. (Foto: Henrique Kawaminami)

Mesmo com frio de 5,3ºC na Capital, algumas pessoas amanheceram em frente à Estação Ferroviária, na Avenida Calógeras, região central de Campo Grande, nesta sexta-feira (20). A partir das 8h, será realizada a 2ª edição da "Estação Mais Emprego" no local, com mais de mil vagas disponíveis.

Primeira da fila, a jovem Maylene França Lopes, de 19 anos, acordou às 5h e saiu do Indubrasil, de ônibus, na esperança de conseguir um trabalho hoje, ela chegou à Estação Ferroviária às 6h25. "Eu faço curso de técnica de enfermagem, trabalhava como balconista e estou desempregada desde fevereiro, tive que trancar o curso por falta de dinheiro", explica a jovem.

Maylene, agachada, e Mayara, de casaco claro, as duas primeiras da fila. (Foto: Henrique Kawaminami)
Maylene, agachada, e Mayara, de casaco claro, as duas primeiras da fila. (Foto: Henrique Kawaminami)

Para ela, o frio não desanima a busca pelo emprego, já que só para continuar os estudos, gasta cerca de R$ 500 por mês. "Moro com meus pais, ele é caminhoneiro e ela aposentada, antes, eu ajudava em casa também, mas sem trabalho, não tem como. O que aparecer eu tô pegando, no momento, não tem como escolher, se Deus quiser, vou conseguir uma vaga hoje", falou esperançosa.

Quem também não se desanimou com o frio foi Mayara Naiane Santaterra, de 32 anos, que chegou poucos minutos depois de Maylene, garantindo o 2º lugar da fila, ela saiu do Jardim Monumento e foi de carona para a Estação Ferroviária.

"As contas não esperam, então, a gente levanta cedo mesmo no frio. Eu era vigilante e estou sem emprego desde novembro, qualquer área estou pegando, não tem escolha não. Faço bico quando aparece, tô confiante que vai sair alguma coisa hoje. Moro com minha companheira, que trabalha de secretária, só com o salário dela, nossa renda está bem curta. Enquanto não começa o atendimento, a gente se encolhe aqui na fila pra fugir do frio."

Aos poucos, fila aumenta em frente ao local. Atendimento começa às 8h. (Foto: Henrique Kawaminami)
Aos poucos, fila aumenta em frente ao local. Atendimento começa às 8h. (Foto: Henrique Kawaminami)

Estação Mais Emprego - O projeto será realizado das 8h às 16h pela prefeitura da Capital e empresários parceiros. No local, será feita pré-seleção e entrevistas para as mais de mil oportunidades disponíveis no feirão. Esta edição contará com apoio do ônibus da City Tour, que sairá da Praça Ary Coelho em direção a Estação Ferroviária em quatro horários, 8h, 10h, 12h, e 14h.

Interessados em uma oportunidade no mercado de trabalho devem levar os documentos pessoais, carteira de trabalho, comprovante de residência e currículo. De acordo com a Funsat (Fundação Social do Trabalho), na primeira edição, que aconteceu em fevereiro, mais de 1 mil pessoas foram atendidas e ao menos 700 passaram por entrevista.

Nos siga no Google Notícias